ELEIÇÕES 2022

Jaime destaca sucesso do Festival do Camarão, em Afuá

Jaime destaca sucesso do Festival do Camarão, em Afuá

Jaime Nunes cumprimenta empreendedora durante o Festival do Camarão

Compartilhe:

A dimensão conquistada tanto em tamanho quanto em importância da 38ª edição do Festival do Camarão, no município de Afuá (PA), deve ser replicado no Amapá, é o que projeta o pré-candidato ao governo do estado, Jaime Nunes (PSD), após prestigiar o festival, que é considerado o maior evento artístico e cultural do Arquipélago do Marajó. Jaime caminhou pelo comércio da região, dialogou com a população local, com os turistas e visitou o complexo do Camaródromo.

 “O Afuá é uma referência muito forte no turismo, não à toa é chamada de Veneza Marajoara. Além do Festival do Camarão, que é uma belíssima festa popular, o município também possui belezas naturais que atraem turistas das ilhas, do Amapá, do restante do Brasil e do mundo. Esse tipo de exemplo queremos replicar no Amapá, explorando nossa gastronomia e nossas potencialidades para gerar emprego e renda através do turismo”, disse Jaime.

De acordo com dados da Prefeitura de Afuá, aproximadamente 30 mil pessoas visitaram o município no período do Festival. A avaliação é que, metade desse número seja de amapaenses que desembarcaram em Afuá para curtir as atrações musicais que movimentaram a festa.

Durante a visita, Jaime foi recebido pelo prefeito de Afuá, Mazinho Salomão, e pelo vice-prefeito, Sandro Cunha. No encontro, conversaram sobre a integração que existe entre o município e o estado do Amapá, e a implementação de políticas públicas que beneficiem a população como um todo.

“O município do Afuá é muito próximo do Amapá e assim como ele, existem outros municípios paraenses que aproveitam essa proximidade para fazer, não apenas comércio, mas para utilizar dos serviços de saúde e educação. Isso é algo que deve ser discutido com a bancada federal e com o governo Federal para que haja essa transversalidade também na distribuição dos recursos para que nenhum ente fique sobrecarregado”, propôs Jaime Nunes.

Compartilhe: