EM OBRAS

Trânsito na Duca Serra sofrerá mudanças a partir de terça, 22

Trânsito na Duca Serra sofrerá mudanças a partir de terça, 22

Neste sábado, agentes do Detran e do BPRE estiveram no trecho orientando os condutores

Compartilhe:

Neste sábado, 19, a empresa CEA Equatorial Energia realizou a substituição da rede elétrica no trecho da Rodovia Duca Serra (AP-020) em frente à Toca da Onça, sede campestre do Exército, em Macapá, onde será construído o viaduto de interligação com a Rodovia Norte-Sul. A partir da próxima terça-feira, 23, o trânsito no perímetro sofrerá mudanças para que as obras sejam realizadas.

De acordo com o Departamento Estadual de Trânsito do Amapá (Detran-AP), a mudança será semelhante ao que já acontece no trecho próximo à Lagoa dos Índios, com três faixas de rolamento, que terão sentido alterado de acordo com o fluxo de veículos. Das 6h às 12h, haverá uma pista para o sentido Macapá/Santana e duas no sentido Santana/Macapá; A partir de 12h até 6h, serão duas pistas para o fluxo Macapá/Santana e a outra receberá o contrafluxo.

“Com o transbordo da parte elétrica concluída, o Detran estará implantando a sinalização horizontal e vertical com uma nova orientação de trânsito nesse perímetro. Essa mudança vai permitir mais fluidez e mobilidade no trânsito durante as obras”, explicou Ana Quadros, gerente de Educação do Detran-AP.

Durante a substituição da rede elétrica, agentes do Detran-AP e do Batalhão de Policiamento Rodoviário Estadual da Polícia  Militar (BPRE) montaram um esquema de segurança no trânsito da Duca Serra para evitar acidentes, com orientação sobre as mudanças que estão ocorrendo e a importância da redução da velocidade. O trabalho educativo deve continuar pelos próximos dias.

Quando concluído, o viaduto terá quatro pistas de rolamento e outras vias de acesso, com expectativa de abrigar mais de 100 mil veículos entre Duca Serra e Norte-Sul transitando diariamente na região.

A obra de construção da Rodovia Norte-Sul está em andamento com as etapas de limpeza, alargamento da via, drenagem e construção de galerias. O projeto prevê a urbanização de sete quilômetros de extensão, com iluminação, ciclovia, passeio público e pista de cooper. Além do viaduto de ligação com a Duca Serra, outro elevado será erguido no eixo de ligação da Norte-Sul com a BR-210.

Compartilhe: