OPERAÇÃO ÁGATA

Polícia Federal identifica garimpos ilegais em Oiapoque

Polícia Federal identifica garimpos ilegais em Oiapoque

Acesso à região foi feito com apoio de aeronaves do Exército Brasileiro

Compartilhe:

Depois de identificar atividades de mineração ilegal dentro da Floresta Estadual do Amapá (Flota) e em uma área indígena, a Polícia Federal, com apoio do Exército Brasileiro, cumpriu dois mandados de busca e apreensão em dois garimpos no município de Oiapoque, norte do Estado.

Com uso de tecnologia de ponta, a Polícia Federal identificou que os garimpos funcionavam pelo menos desde o início do ano, em área de difícil acesso, degradando o meio ambiente. O garimpo Russo, próximo da divisa com o município de Calçoene, está dentro da Unidade de Conservação Estadual Floresta Estadual do Amapá. O outro garimpo, denominado Vila Velha, localiza-se entre o limite sul da terra indígena Uaçá e o limite norte da Floresta Estadual do Amapá, dentro da Gleba Arapari.

Por causa da dificuldade de acesso por terra, a PF contou com o apoio do Exército e suas aeronaves para cumprimento dos mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal, que também autorizou a destruição do maquinário existente na área.

A Polícia Federal não informou quantos e quem são os investigados. Os envolvidos podem responder pelos crimes de extração ilegal de minério, usurpação de bem da União e associação criminosa. Se condenados, as penas somadas podem chegar a nove anos de reclusão e pagamento de multa.

Compartilhe: