OPERAÇÃO VOLEUR

Polícia Civil do Amapá prende 30 pessoas por crimes contra o patrimônio

Polícia Civil do Amapá prende 30 pessoas por crimes contra o patrimônio

Em Macapá, os presos foram conduzidos para o Ciosp do bairro Pacoval

Compartilhe:

30 pessoas foram presas no Amapá, nesta quarta-feira, 17, durante a Operação “Voleur”, deflagrada nos 26 estados do Brasil e no Distrito Federal, sob a coordenação do Conselho Nacional dos Chefes de Polícia (CONCPC) para combater crimes contra o patrimônio, latrocínio, furto, receptação, estelionato, entre outros.

No Amapá, policiais civis saíram às ruas para cumprir 45 mandados de prisão

No Amapá, foram expedidos 45 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão. “Esses prisões foram feitas através de nossas investigações. Durante a operação de hoje, conseguimos atacar as bases das organizações criminosas e prender suspeitos que cometem crimes contra o patrimônio, com o objetivo de angariar recursos a essas organizações”, explicou o delegado Fábio Araújo, titular do Departamento de Polícia Especializada.

Além das 30 prisões, 50 celulares roubados ou furtados foram recuperados até a publicação dessa reportagem. O nome Voleur é uma referência a quem pratica crimes contra o patrimônio, roubando ou furtando para si o que não lhe pertence. A operação nacional cumpriu mais de mil mandados de prisão e 190 de busca e apreensão.

Compartilhe: