RESTRIÇÕES

Governo do Amapá detalha regras do lockdown, que começa na quinta-feira, 18

Governo do Amapá detalha regras do lockdown, que começa na quinta-feira, 18

Algumas atividades econômicas permanecem sem poder atender presencialmente - Foto: Maksuel Martins

Compartilhe:

Diante da escassez de leitos, recorde de casos e com mais de mil mortos, o Amapá decreta o segundo lockdown desde o início da pandemia de Covid-19. A medida, anunciada nesta terça-feira, 16, pelo governador Waldez Góes, começa a valer na próxima quinta-feira, 18, e foi necessária para conter o avanço da doença em todo o estado.

O boletim divulgado hoje registrou 755 novos casos confirmados, 439 a mais que o boletim de segunda-feira. Também foram registradas oito mortes provocadas pela Covid-19. Atualmente a taxa de ocupação de leitos é de 86,65%. Diante deste cenário, medidas mais restritivas foram adotadas em relação às atividades não essenciais.

O toque de recolher continua valendo a partir das 21h até as 5h, só será permitida a circulação para quem busca por serviços essenciais ou atendimento médico.

O consumo de bebida alcoólica dentro de estabelecimentos comerciais, praças ou vias públicas, continua proibido. As atividades comerciais essenciais, como supermercados, açougues, farmácias, batedeiras de açaí, panificadoras, dentre outras, permanecem funcionando, de 6h as 20h.

Continuam suspensas as atividades em bares, boates, casas de show, teatros, casas de espetáculos, centros culturais e cinemas, clubes, balneários públicos e privados; eventos esportivos, culturais e sociais, passeios e festas em locais públicos e privados; atividades esportivas coletivas, agrupamentos de pessoas e veículos em locais públicos ou privados.

Também não poderão funcionar academias de ginástica, parques, museus, serviços de transporte hidroviário interestadual de passageiros. Só será permitido o transporte de cargas.

Lojas e restaurantes podem funcionar somente atendimento delivery no horário de 6h às 00h. Clínicas médicas e veterinárias, laboratórios, agências de viagem e turismo, oficinas automotivas e de refrigeração, lavanderias, salões de belezas e afins, podem funcionar presencialmente com hora marcada.

O decreto governamental também proíbe aulas na rede privada. As escolas públicas continuam fechadas. Alguns programas como o Peixe Popular, a Feira do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Renda Pra Viver Melhor irão acontecer respeitando as mediadas de segurança ao enfrentamento da Covid-19.

Compartilhe: