CONSUMO DE NOVEMBRO

Sancionada lei que isenta consumidores amapaenses do pagamento da conta de água

Sancionada lei que isenta consumidores amapaenses do pagamento da conta de água

Consumidores de 13 municípios serão contemplados pela isenção do pagamento

Compartilhe:

O governador Waldez Góes sancionou nesta segunda-feira, 14, a lei que autoriza o Estado do Amapá a pagar a tarifa de água e saneamento dos consumidores de 13 municípios afetados pela crise energética no mês de novembro. Serão contemplados 46.549 clientes, sendo 44.367 residenciais, 2.069 comerciais e 113 industriais, que receberão o carnê do mês de novembro quitado pela Companhia de Água e Esgoto do Amapá (Caesa).

A medida faz parte do pacote de ações para amenizar os efeitos da crise energética, que causou uma série de transtornos à população amapaense, afetando, inclusive, o abastecimento de água. “Já no decorrer desta semana os consumidores receberão as contas de água e de saneamento pagas pelo governo do Estado. Um compromisso que tem o significado também de assegurar a reparação, em parte, dos problemas da falta de energia”, afirmou Góes.

No caso dos consumidores que já quitaram a conta de água de novembro, o diretor-presidente da Caesa, Valdinei Amanajás, afirmou que o valor será transformado em crédito para o mês seguinte. “Ou seja, mesmo com a fatura já paga, o Governo não vai deixar de levar o benefício a todos”, explicou o diretor-presidente.

Governador assinou ainda o decreto que abre crédito suplementar de R$ 3,3 milhões à Caesa para quitar as contas

O governador Waldez assinou ainda o decreto que abre crédito suplementar no valor de R$ 3,3 milhões à Caesa para quitar as contas dos consumidores dos 13 municípios que foram afetados pela interrupção. Apenas Oiapoque, Laranjal e Vitória do Jari não estão contemplados no benefício.

TARIFA SOCIAL

O governo do Amapá mantém até dezembro o pagamento da tarifa social de água para as famílias de baixa renda impactadas pela pandemia em todo o Estado. São 13.685 beneficiados em novembro, com aporte de R$ 361.593,66 do governo estadual.

Compartilhe: