PREVENÇÃO À COVID-19

MP recomenda que Prefeitura de Santana proíba realização de eventos com presença de público

MP recomenda que Prefeitura de Santana proíba realização de eventos com presença de público

Ministério Público emitiu a recomendação nesta terça-feira, 29

Compartilhe:

O Ministério Público do Amapá recomendou à Prefeitura de Santana que suspenda a realização de eventos que gerem aglomerações. O documento, assinado pela promotora Silvia de Souza Canela, também recomenda aos proprietários de bares, clubes, casas de show e similares, que se abstenham de realizar atividades que reúnam muitas pessoas; e ao Batalhão Ambiental da Polícia Militar que fiscalize o cumprimento das proibições.

A recomendação, emitida nesta terça-feira, 29, chega no momento em que festas e outras atividades estão ocorrendo no município, com autorização da Prefeitura, e outras já encontram-se agendadas para a virada de ano, recebendo público de Santana e de outros municípios, onde os eventos estão proibidos, como medida de prevenção à Covid-19.

Apesar de ter registrado mais de 14 mil casos do novo coronavírus e 90 mortes por Covid-19, o município flexibilizou as medidas de quarentena, autorizou a retomada de atividades econômicas, inclusive o funcionamento de bares, boates, clubes, casas de show e similares. Nas ruas, o que se vê são pessoas circulando sem máscara e muita aglomeração, como se a pandemia já estivesse acabado.

Até a publicação desta reportagem, a Prefeitura de Santana não havia se pronunciado sobre a recomendação do Ministério Público. No entanto, o prefeito eleito, Bala Rocha (PP), já informou que pretende rever os decretos em vigor e seguir as mesmas medidas adotadas na capital do estado.

Compartilhe: