Coronavírus

Senado amplia público beneficiado com auxílio de R$ 600

Senado amplia público beneficiado com auxílio de R$ 600

Senador Randolfe durante a sessão remota desta quarta-feira que aprovou o projeto - Leopoldo Silva/Agência Senado

Compartilhe:

O Senado aprovou nesta quarta-feira, 1, em mais uma sessão remota, a ampliação do auxílio financeiro do governo federal para socorrer as famílias brasileiras afetadas pela pandemia do novo coronavírus. O projeto, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), passa a contemplar um número maior de pessoas e precisa de aprovação pela Câmara dos Deputados.

No início da semana, os senadores já haviam aprovado a criação do auxílio, de R$ 600, que serão pagos por três meses. De acordo com o texto, além dos trabalhadores informais, terão direito aqueles que tenham contrato intermitente inativo, autônomos e microempreendedores individuais (MEI).

Para ter direito ao auxílio é necessário ser maior de idade, ter renda familiar mensal inferior a meio salário mínimo per capita ou três salários mínimos no total. Para receber o auxílio, o trabalhador não pode ter aposentadoria, seguro-desemprego ou ser beneficiário de outra ajuda do governo. Também não pode fazer parte de programa de transferência de renda, com exceção do Bolsa Família.

Pela proposta do senador Randolfe, também serão contemplados indígenas, taxistas, caminhoneiros, motoristas de aplicativos, motoristas de transporte escolar, músicos, pescadores artesanais, mães menores de idade, beneficiários do seguro-defeso e pais solteiros – que assim como as mães chefes de família, teriam direito a receber o valor em dobro.

“É importante que os deputados não demorem. Quem, neste momento dramático, tem fome, tem pressa, para que este projeto seja votado rápido na Câmara e, depois, o presidente da República também não atrase para sancioná-lo. Nós só superaremos esse momento dramático se cada um de nós fizer a nossa parte juntos”, afirmou o senador Randolfe.

Compartilhe:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.