Coronavírus

Deputados abrem mão de parte da verba indenizatória para compra de cestas básicas

Deputados abrem mão de parte da verba indenizatória para compra de cestas básicas

Projeto foi votado durante uma sessão virtual e entrou em pauta depois de comum acordo entre todos os deputados

Compartilhe:

A Assembleia Legislativa do Amapá (Alap) vai utilizar R$ 720 mil para aquisição de cestas básicas que serão destinadas a famílias carentes afetadas pelos impactos negativos da pandemia do novo coronavírus. O recurso, aprovado nesta terça-feira, 7, será remanejado da verba indenizatória dos 24 parlamentares.

O projeto foi votado durante uma sessão virtual e entrou em pauta depois de comum acordo entre todos os deputados. Pela proposta, o valor da verba indenizatória de cada parlamentar será reduzido em R$ 10 mil, durante três meses, totalizando R$ 240 mil mensais.

O presidente da casa, deputado Kaká Barbosa (PL), explicou que, com essa medida, a Alap cumpre seu papel social, no momento em que a população mais carente é impactada pelas restrições impostas para evitar a disseminação do novo coronavírus.

“Quando a mesa diretora fez essa proposta, todos os deputados concordaram com a redução da verba indenizatória e que o restante do recurso fosse utilizado para ajudar as famílias mais carentes do nosso Estado”, afirmou o presidente.

Após a aprovação do projeto, será criada uma comissão para organizar a aquisição das cestas básicas, seleção das famílias beneficiadas e a distribuição dos alimentos. Exército Brasileiro, Secretaria de Inclusão e Mobilização Social (Sims), e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) serão convidados a participar do projeto. “Essa comissão deverá ser liderada pelo Exército, que vai coordenar a distribuição das cestas básicas. O objetivo dessa comissão é garantir que os alimentos cheguem às famílias que realmente estejam precisando”, reforçou Kaká Barbosa.

A expectativa é que a entrega das cestas inicie na próxima semana e vai contemplar mais de três mil famílias a cada mês.

Compartilhe:
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.