Ypiranga goleia o Trem e se aproxima da final do Amapazão

  • Jogadores prestaram homenagem ao médico Gilson Rocha
    Jogadores prestaram homenagem ao médico Gilson Rocha
Não ganhamos nada! Vamos jogar com a mesma postura para garantir a classificação. —   Luquinha - meio-campo do Ypiranga

No primeiro jogo das semifinais do Amapazão 2018, o Ypiranga Clube venceu o Trem por três a zero, nesta quarta-feira, 9, no estádio Olímpico Zerão, e se aproximou da final da competição. Para chegar à decisão, o Clube da Torre pode até perder o jogo de volta, dia 17, por diferença de dois gols.

Antes do início do jogo, foi respeitado um minuto de silêncio, em homenagem ao médico Gilson Rocha, que trabalhou nos dois clubes e faleceu há uma semana.

Apesar da vantagem de jogar por dois empates, por ter feito melhor campanha que o adversário, o Ypiranga começou melhor. Mas a primeira jogada de perigo foi da Locomotiva, com Lukão, que chutou pra fora. Seria um prenúncio de que a noite para o camisa 9 do rubro-negro não seria das melhores.

O negro-anil apostava no artilheiro Tony Love, mas a pontaria do atacante não estava calibrada. Perdeu duas chances claras de abrir o placar. Uma em cobrança de escanteio e outra depois de um cruzamento da esquerda.

Mas, se Tony Love não marcou, coube ao camisa 7, Caça Rato, abrir o placar. Aos 26 minutos, num rápido contra ataque, chutou forte, sem chances para o goleiro Neto. Ypiranga um a zero.

A torcida negro-anil ainda comemorava quando, na saída de bola, Bruno Santa Maria foi derrubado dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Lukão cobrou, mas chutou fraco e o goleiro Redson defendeu.

O vacilo custou caro ao Trem, que sofreu o segundo gol ainda no primeiro tempo. Nos acréscimos, depois da cobrança de falta, Cristóvão ampliou o placar.

Na volta do intervalo, o Ypiranga voltou com a mesma postura. Aos 4 minutos, Tony Love sofreu pênalti. O próprio jogador cobrou e fez o terceiro do Clube da Torre.

Aos 11 minutos, o volante Otávio agrediu o adversário e recebeu cartão vermelho, deixando o Ypiranga com dez em campo.

Com um jogador a mais, o Trem passou a pressionar em busca do primeiro gol. No entanto, não oferecia perigo à defesa negro-anil. Aos 28 minutos, o Ypiranga perdeu mais um jogador. Alan, que havia entrado no segundo tempo, foi expulso por reclamação. Apesar da superioridade numérica e da pressão, a Locomotiva não conseguiu marcar. Fim de jogo: Ypiranga 3 x 0 Trem.

“Começamos bem, mas mudamos nossa forma de jogar e começamos a insistir nas bolas longas. Tivemos a chance de empatar com o pênalti, mas o Lukão foi infeliz. Agora, é trabalhar para o jogo de volta”, lamentou o técnico Sandro Macapá.

O meia Luquinha reconheceu que o time conseguiu uma boa vantagem, mas disse que é preciso humildade para o próximo confronto. “Não ganhamos nada! Vamos jogar com a mesma postura para garantir a classificação”, afirmou o jogador.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui