Santana registra dois assassinatos em três horas

  • Antônio Carlos foi assassinado com uma facada. Everaldo Monteiro foi executado a tiros
    Antônio Carlos foi assassinado com uma facada. Everaldo Monteiro foi executado a tiros
A primeira morte foi em um bar, no bairro Fonte Nova, às 20h30. Antônio Carlos da Silva Fernandes, 40 anos, levou uma facada no tórax, depois de um desentendimento.

Dois homicídios foram registrados no município de Santana na noite de sábado, 28. No intervalo de três horas, dois homens foram assassinados. Em um dos casos, o suspeito de ter cometido o crime foi preso. O outro tem características de execução.

A primeira morte foi em um bar, no bairro Fonte Nova, às 20h30. Antônio Carlos da Silva Fernandes, 40 anos, levou uma facada no tórax, depois de um desentendimento. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi chamado, mas, quando a equipe chegou, a vítima já estava sem vida.

Equipes do 4º Batalhão da Polícia Militar, que atenderam a ocorrência, colheram informações sobre o suspeito de ter desferido a facada em Antônio. Pouco depois, Daniel Conceição Silva, 45 anos, foi preso em uma vila de quitinetes, na Travessa L3, no mesmo bairro. Sobre uma mesa, a faca que teria sido usada para tirar a vida da vítima. Daniel foi levado para a Central de Flagrantes do bairro Igarapé da Fortaleza.

Por volta de 23h30, ocorreu o segundo homicídio. O crime foi na Avenida Rio Branco, no bairro Central. Everaldo Monteiro Pereira, 53 anos, conhecido como “Massar”, foi assassinado a tiros. Segundo apurou a PM, o assassino passou de motocicleta e atirou várias vezes contra a vítima, que morreu na hora. Até o fim da manhã deste domingo, 29, nenhum suspeito havia sido preso. Everaldo tinha passagem pelo Instituto de Administração Penitenciária do Estado (Iapen) por tráfico de drogas.

A Polícia Militar informou que faz rondas diárias na cidade e operações preventivas e repressivas para combater a criminalidade. Mas que, nos dois casos, é difícil evitar, pelas circunstâncias em que os crimes foram praticados. O primeiro foi um desentendimento entre pessoas que estavam juntas. O segundo, um acerto de contas, em que o assassino escolheu o momento certo para matar a vítima.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui