Defesa Civil de Santana mapeia bairros com risco de alagamentos

  • Em alguns pontos, basta chover um pouco que a água invade as casas dos moradores
    Em alguns pontos, basta chover um pouco que a água invade as casas dos moradores
Em situações mais graves, com risco de inundação da residência, recomendamos que os moradores deixem imediatamente o imóvel. —   Joelson Silva - coordenador da Defesa Civil de Santana

As chuvas previstas para este período do ano levaram a Defesa Civil de Santana a intensificar o alerta para as áreas onde o volume de água pode causar alagamentos no município. Pelo menos quatro bairros (Provedor, Hospitalidade, Remédios e Paraíso) foram mapeados e são acompanhados de perto, com ações preventivas do órgão em dias de fortes chuvas.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil no município, Joelson Silva, o nível das águas pluviais é acompanhado diariamente pelo sistema e em casos de perigo, principalmente nas áreas mais baixas comumente atingidas por alagamentos, o órgão atua imediatamente. Desde que as fortes chuvas iniciaram, foram registrados dois casos em que moradores tiveram suas residências inundadas, mas que não foi necessária desocupação do imóvel.

“Nestes dois casos, orientamos a suspensão dos móveis. Em situações mais graves, com risco de inundação da residência, recomendamos que os moradores deixem imediatamente o imóvel, para evitar o contato com a água altamente contaminada pelos esgotos e poluição das ruas”, alerta o coordenador.

De posse do mapeamento, o coordenador garante que a equipe tem visitado as áreas e explica que, embora o bairro Paraíso esteja entre as regiões mapeadas, houve uma redução de ocorrências em função das obras de mobilidade urbana realizadas para escoamento da água. “Outra ação é a limpeza dos canais que vem sendo intensificada pela prefeitura. Ainda assim, há moradores que insistem em jogar lixo nos canais, obstruindo a passagem da água, provocando sérios problemas quando chove. Portanto, quem mora próximo a áreas de ressaca, deve ficar atento ao nível de subida das águas”, reforçou Joelson Silva.

Na avenida Princesa Isabel, no bairro Paraíso, alguns minutos de chuva deixam a calçada do autônomo Manoel Pinheiro, inundada. Há 20 anos ele convive com a situação. "Aqui o problema é o esgoto entupido por lixo. A água não tem para onde escoar, invade a calçada e consequentemente a casa da gente", reclama o morador.

Em casos de emergências, os moradores podem entrar em contato com a Defesa Civil Municipal através do telefone 99138-3828.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui