Em Santana, abrigo oferece risco aos usuários do transporte público

  • Quem usa o abrigo para aguardar pelo transporte público corre um sério risco de acidente
    Quem usa o abrigo para aguardar pelo transporte público corre um sério risco de acidente
img
Jonhwene Silva
Editor de esportes
Não gosto nem de ficar embaixo porque vi que pode cair a qualquer momento. Infelizmente, não sabemos para quem apelar —   Francisco Souza

As pessoas que utilizam transporte coletivo e que moram nos bairros Novo Horizonte e Remédios 2, em Santana, estão enfrentando uma situação no mínimo preocupante. O principal ponto de ônibus, que fica a rua Claudio Lúcio Monteiro, está prestes a cair. A estrutura em madeira deteriorada abriga diariamente centenas de pessoas.

A situação tem gerado indignação de quem utiliza o ponto de ônibus. Atualmente, no trecho localizado às proximidades da Igreja Nossa Senhora do Perpetuo Socorro, existem duas paradas, uma em cada lado da via que são usadas com frequência. Apesar disso, os locais não recebem melhorias há pelo menos três anos.

“Eu venho pra cá esperar o ônibus da empresa que trabalho. Não gosto nem de ficar embaixo porque vi que pode cair a qualquer momento. Infelizmente, não sabemos para quem apelar. Acho que vão esperar acontecer um acidente para fazer alguma coisa”, desabafou Francisco Souza.

Na parada de ônibus são visíveis a inclinação e o perigo. A maioria das telhas do local já caiu e algumas podem despencar na cabeça dos usuários. A base de sustentação está comprometida pela ação de cupins, o que aumenta o risco de acidentes. Alguns moradores protestaram de maneira inusitada com em fotos, simulando estar segurando a estrutura.

“Não sabemos nem para quem apelar. Infelizmente, só é assim, de maneira irônica, que conseguimos chamar a atenção das autoridades e a foto por si só diz tudo. A parada de ônibus vai cair a qualquer momento. O medo é que possa machucar gravemente alguém, já que são muitas pessoas que utilizam. Inclusive, idosos que neste caso não teriam nem como correr em virtude da idade”, afirmou Jeferson Cordeiro.

A Superintendência de Transporte e Trânsito de Santana (Sttrans) informou que a responsabilidade pelos abrigos é do Governo do Amapá, pois a Rua Claudio Lúcio Monteiro faz parte de uma rodovia estadual, a AP-010. Já a Secretaria de Estado de Transporte (Setrap), por meio da assessoria de comunicação, anunciou que todos os abrigos serão substituídos, no entanto, o processo ainda está na fase de elaboração de projeto.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui