Mais 2 mil munições contrabandeadas da Guiana Francesa são apreendidas no Amapá

  • Os dois homens e a munição apreendida foram levados para o posto da PRF, no Km8, da BR-210
    Os dois homens e a munição apreendida foram levados para o posto da PRF, no Km8, da BR-210
Os dois foram levados para o posto da PRF no Km 8 da BR-210 e serão investigados pelas Polícias Civil e Federal, uma vez que trata-se de contrabando e tráfico internacional de munição

No início da manhã deste domingo, 4, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu 2.073 munições contrabandeadas da Guiana Francesa para o Amapá. A apreensão ocorreu no km 50 da BR-210, entre os municípios de Macapá e Porto Grande. O material estava em uma caminhonete que saiu do município de Oiapoque com destino à capital amapaense.

A apreensão, que teve apoio do 4° Batalhão e do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar, só foi possível graças a uma denúncia anônima. “Recebemos a denúncia de que viria uma grande carga de munição, vinda da Guiana Francesa, que chegou ao Amapá pelo Rio Oiapoque, e viria para Macapá. Enviamos uma equipe e fizemos a abordagem na altura do Km 50 da BR-210, e, na carroceria da picape, 2.073 munições de calibre 12, 32 e 20”, explicou o policial rodoviário federal Haroldo Silva.

Quem dirigia o veículo era Willian Silva Braz, de 39 anos. Ele disse que trabalha com transporte de passageiros para Oiapoque e que não sabia o que havia nas caixas apreendidas. Jorge Luiz Carvalho de Oliveira, de 23 anos, assumiu a posse do material, afirmou que gastou cerca de R$ 7.200,00 na compra da munição, mas não quis dizer pra quem ia entregar a mercadoria. Os dois foram levados para o posto da PRF no Km 8 da BR-210 e serão investigados pelas Polícias Civil e Federal, uma vez que trata-se de contrabando e tráfico internacional de munição.

Desde 2015, a Operação Cartucheira, da Polícia Federal, investiga uma associação criminosa dedicada ao tráfico internacional e comércio ilegal de armas, munições e acessórios originários da Guiana Francesa e distribuídos no Amapá.

No dia 28 de fevereiro deste ano, a PF deflagrou a segunda fase da operação, com mandados de busca e apreensão nos municípios de Santana e Vitória do Jari. Durante as buscas, duas pessoas foram presas em flagrante por posse de arma de fogo e munições.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui