Santos-AP vence o Atlético-AC e avança na Copa Verde

  • Equipe santista fez valer o mando de campo e derrotou o Atlético-AP por 2 a 1
    Equipe santista fez valer o mando de campo e derrotou o Atlético-AP por 2 a 1
Os jogos contra o Paysandu ocorrerão nos dias 7 e 14 de março, com os mandos a serem definidos pela CBF por meio de sorteio.

O Santos-AP fez o dever de casa e derrotou o Atlético do Acre por 2 a 1, na noite desta quarta-feira, 21, no Estádio Olímpico Zerão, em partida de volta válida pela primeira fase da Copa Verde. Como no jogo de ida, em Rio Branco, o placar foi de 3 a 2 para os acreanos, o time amapaense avançou na competição por ter feito mais gols na casa do adversário. Na próxima fase, o Peixe da Amazônia enfrenta o Paysandu-PA.

Com a obrigação da vitória, o Peixe começou a construir o placar antes do primeiro minuto de jogo. Aos 50 segundos, em jogada pela direita, a bola sobrou para Denilson, que abriu o placar para o Santos.

O gol sofrido no início do jogo desestabilizou o time acreano, que tinha a vantagem do empate. Com isso, o alvinegro amapaense passou a pressionar o adversário no campo de ataque. Ainda no primeiro tempo, o técnico santista, Edson Porto, foi expulso depois de reclamar com o assistente e o time foi comandado por Luciano Marba.

No segundo tempo, o Santos voltou com a mesma postura e partiu pra cima. De cara, duas boas chances de gol, com Diego Carajás, que chutou em cima do goleiro Rafael, e Willian Fazendinha, que acertou a trave. Aos três minutos, Preto Barcarena aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou no canto direito do goleiro Rafael, ampliando o placar.

"Eu vinha sendo cobrado bastante desde o jogo com o Sport, quando acabei falhando no primeiro gol. Agora, com a ajuda de Deus, consegui ajudar o Santos na classificação", disse emocionado Preto Barcarena.

O gol deu mais tranquilidade ao time amapaense, que ainda perdeu o meia Tikel, expulso por simular um pênalti, que lhe rendeu o segundo cartão amarelo. Nos acréscimos, o Atlético Acreano descontou com Diego, que aproveitou o vacilo da zaga e mandou pro fundo das redes. Mas não havia tempo para mais nada. Fim de jogo, Santos-AP 2 x 1 Atlético-AC.

"Nosso time não conseguiu finalizar, estava irreconhecível. Fizemos o que podíamos, mas não deu", lamentou Pollaco, meio-campo do Atletico Acreano.

Os jogos contra o Paysandu ocorrerão nos dias 7 e 14 de março, com os mandos a serem definidos pela Confederação Brasileira de Futebol por meio de sorteio.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui