Com oposição ausente, Helena Lima é reeleita presidente da Câmara Municipal de Santana

  • Somente os apoiadores de Helena Lima compareceram à sessão desta segunda-feira
    Somente os apoiadores de Helena Lima compareceram à sessão desta segunda-feira - Divulgação
Fomos eleitos e daremos continuidade ao trabalho transparente dessa Casa. —   Helena Lima - presidente reeleita

Depois de três decisões judiciais em quatro dias, que suspenderam e liberaram a eleição para a Mesa Diretora da Câmara Municipal de Santana, Helena Lima (PRP) foi reeleita nesta segunda-feira, 19, para o biênio 2019/2020. Os seis vereadores contrários à chapa vencedora não compareceram à sessão, inclusive Josivaldo Abrantes, o Rato (PDT), que chegou a registrar uma chapa no dia 12 de fevereiro.

Sem a oposição, a sessão na noite desta segunda transcorreu normalmente e foi rápida. No entanto os momentos que antecederam a eleição foram conturbados. Durante o dia, três dos cinco membros da atual Mesa Diretora publicaram um ato anulando todos os atos administrativos referentes à eleição para renovação da Mesa. O documento foi assinado pela primeira vice-presidente, Drª. Kátia; o 2º vice-presidente, Dr. Fabiano; e o 2º secretário, Marco Aurélio dos Santos. Ângelo Santos, 1º secretário, não compareceu à reunião. A presidente Helena Lima se recusou a assinar o ato, alegando que o mesmo não foi debatido.

Ainda durante o dia, o juiz Fábio Silveira Gurgel do Amaral, da 1ª Vara Cível de Santana, julgou um recurso contra duas decisões que haviam suspendido a eleição para a Mesa Diretora, que deveria ocorrer no dia 15 de fevereiro. O mandado de segurança foi impetrado por Socorro Nogueira e mais cinco vereadores, que questionavam atos da mesa que decretaram ponto facultativo durante o carnaval, o que impediria a inscrição de chapas. No dia 14, o juiz Diogo de Souza Sobral acatou o pedido e deferiu a liminar, suspendendo o pleito. A presidência recorreu assim que foi notificada, no dia 15, e no mesmo dia, o magistrado Fábio Silveira Gurgel do Amaral decidiu manter o processo suspenso.

A Mesa Diretora, então, estender o prazo de inscrição até às 13h30 de hoje, com a secretaria legislativa de plantão no fim de semana. E recorreu novamente à Justiça. Com a medida, o mandado de segurança perdeu o objeto e o juiz arquivou o processo.

A Mesa Diretora eleita é formada pela presidente Helena Lima (PRP); Genival Oliveira (PMB), como 1° vice-presidente; Claudomiro Guedes (PSL), como 2° vice-presidente; Ângelo Santos  (PCdoB) é o 1° secretário; e Alberto Negrão (PTC) o 2º secretário.

A chapa também recebeu os votos de Anderson Almeida, Rarison Santiago, Robson Coutinho e Griti.

A chapa adversária era formada por Josivaldo Abrantes (PDT), Jailson Corrêa (PR), Marco Aurélio (PSD), Drª. Kátia Lima (PODEMOS) e Socorro Nogueira (PT).

Helena Lima defendeu a lisura do processo. "Atendemos todas as orientações, respeitando as questões judiciais e por isso retomamos e concluímos a sessão iniciada para essa eleição. A outra chapa não compareceu, provavelmente por ter a minoria dos votos. Fomos eleitos e daremos continuidade ao trabalho transparente dessa Casa", concluiu a presidente reeleita.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui