Professores questionam atrasos no pagamento de salários. PMS promete pagar em dia

  • Pequeno grupo de professores participou do protesto, em frente à Prefeitura de Santana
    Pequeno grupo de professores participou do protesto, em frente à Prefeitura de Santana - Divulgação
Secretário Finanças, Kennedy Sadala, prometeu que o pagamento dos salários não sofrerá mais atraso

Poucos professores do quadro de efetivos da educação municipal participaram do ato público promovido na manhã de terça-feira, 30, em frente à Prefeitura Municipal de Santana (PMS). O movimento organizado pela Executiva Municipal do Sindicato dos Servidores Públicos em Educação no Amapá (Sinsepeap), buscava resposta sobre a regularização dos vencimentos dos servidores.

De acordo com o vice-presidente do Sinsepeap, Sérgio Guedes, os servidores cobram regularização do pagamento, tendo em vista o repasse de três parcelas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), que atende toda a educação e que já foi repassada para a conta da prefeitura. “Já estamos no terceiro repasse em torno de R$ 1,5 milhão. Esse recurso é da educação e simplesmente está desaparecendo”, desabafou Guedes.

Em reunião com o secretário Municipal de Finanças, Kennedy Sadala, a diretoria da Executiva Municipal recebeu a informação de que o pagamento dos salários será efetuado no dia 10 de fevereiro, e que o pagamento não sofrerá mais atraso a partir de março. “Observamos que não se trata de bloqueio ou repasse de recursos, e sim de planejamento. É preciso que melhore a administração da educação municipal. Já passamos por três secretários em um ano. O que podemos esperar de resultados?”, questiona o vice-presidente.

O quadro de professores da rede municipal conta com pelo menos 300 servidores. A previsão é que as aulas iniciem no dia 05 de março.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui