Coronel Barbosa aparece bem cotado em enquete para deputado estadual

  • Coronel Barbosa tem 27 anos de Polícia Militar e vasta experiência na área da segurança púbica
    Coronel Barbosa tem 27 anos de Polícia Militar e vasta experiência na área da segurança púbica
Acredito que a segunda colocação nessa enquete é o reconhecimento, não só dos integrantes da Polícia Militar, como também da população em geral, que sabe o quanto trabalhamos para aproximar a PM do cidadão e combater a criminalidade. —   - coronel Barbosa

O coronel da Polícia Militar do Amapá Aclemildo Barbosa, conhecido como “Barbosinha” aparece bem colocado em uma enquete virtual para deputado estadual. Com o nome à aprovação, juntamente com outras 35 pessoas, entre ocupantes de cargos púbicos ou não, Barbosa aparece na segunda colocação, com 396 votos (11,3%), atrás da deputada estadual Luciana Gurgel, que já recebeu 414 votos na enquete, o que corresponde a 11,8% dos 3.512 internautas que já haviam votado até o fim da manhã deste domingo, 21.

Entre os nomes colocados na enquete para apreciação do público estão figuras conhecidas da política amapaense, como os deputados estaduais Junior Favacho, Telma Gurgel, Paulo Lemos, entre outros. Além de figuras conhecidas em Santana, como o policial militar Ronildo Nobre, o ex-prefeito Robson Rocha, os deputados estaduais Roseli Matos e Jory Oeiras. Todos aparecem na enquete atrás do coronel Barbosa.

A candidatura do militar nas eleições de 2018 é dada como certa. E será a primeira vez que o coronel vai disputar um pleito eleitoral. Em 2016, chegou a lançar pré-candidatura à Prefeitura Municipal de Santana (PMS), pelo PSB.

Apesar de nunca ter sido testado nas urnas, Barbosa tem bom trânsito entre os policiais militares. Na corporação há 27 anos, já passou por vários batalhões, chegando a comandar a Companhia de Policiamento sediada em Oiapoque; o 1º Batalhão, responsável pelo policiamento na Zona Sul de Macapá; o 6º Batalhão, que, entre outras atribuições, cobre a área comercial da capital; além do 4º Batalhão, que atua em Santana. Nos anos de 2013 e 2014, Barbosa foi comandante-geral da Polícia Militar, período em que priorizou a valorização da tropa e a política de policiamento comunitário.

“Acredito que a segunda colocação nessa enquete é o reconhecimento, não só dos integrantes da Polícia Militar, como também da população em geral, que sabe o quanto trabalhamos para aproximar a PM do cidadão e combater a criminalidade”, pontuou o coronel.

Ainda na ativa, o coronel também faz parte da Associação dos Militares do Estado do Amapá (Asmeap) e Associação dos Policiais Militares do Ex-Território Federal do Amapá (Aspometerfa). Por ser militar, Barbosa não pode estar filiado a nenhum partido político. A filiação só se dará durante a convenção. Ele tem convites de pelo menos dois partidos, o PSB e o Solidariedade.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui