Bombeiros encontram corpo de mulher vítima de explosão em embarcação

  • Explosão levantou uma cortina de fumaça, que podia ser vista de longe
    Explosão levantou uma cortina de fumaça, que podia ser vista de longe - Divulgação
img
Jonhwene Silva
Editor de esportes
O que a gente sabe, por enquanto, é que a embarcação estava realizando alguma manobra e não se se sabe se era realmente de abastecimento. —   coronel Wagner Coelho - comandante do Corpo de Bombeiros

Durante as buscas e o trabalho de rescaldo realizando pelo Corpo de Bombeiros ao local onde ocorreu a explosão de uma embarcação na tarde desta terça-feira, 9, no Porto de Santana, militares encontraram o cadáver que seria de uma mulher. Ela estaria entre as vítimas do acidente que deixou 7 feridos e desaparecidos.

Segundo informações de populares, a embarcação de nome Rio Jordão, que faz linha entre o município paraense de Gurupá e Santana, no Amapá, estava atracada no porto, com vários tonéis de combustível. Até o momento as autoridades não souberam explicar como ocorreu a explosão.

“O que a gente sabe, por enquanto, é que a embarcação estava realizando alguma manobra e não se se sabe se era realmente de abastecimento”, disse comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Wagner Coelho.    

Foram encaminhados em estado grave ao Hospital de Emergência de Santana e de Macapá, Jair Oliveira Pacheco, Maria de Lourdes Mendes Ferreira, Rosivaldo Nunes dos Santos, Manoel Basílio Freitas dos Reis, Jean dos Reis Teles, Maria Antônia Graça dos Reis e José Areia dos Reis. Todos com queimaduras em várias partes do corpo.

O cadáver encontrado durante a noite pode ser de Josidete Porfirio de Oliveira, de 55 anos. Ronaldo Nunes Teles, de 47 anos, que seria o proprietário de embarcação, está desaparecido.

A Capitania dos Portos esteve no local acompanhado o trabalho do Corpo de Bombeiros e deverá instaurar um inquérito marítimo para apurar a causa do acidente e os responsáveis. “Ainda é muito cedo para fazermos qualquer análise mais aprofundada. Estamos acompanhando o trabalho dos bombeiros e vamos iniciar o inquérito que deverá apontar as causas do acidente”, afirmou o Capitão dos Portos, Aderson Caldas.

Até por volta das 23h, o Corpo de Bombeiros ainda fazia buscas no local. Havia ainda o risco de novas explosões por se tratar de produtos inflamáveis, além de botijões de gás que estavam no interior da embarcação.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui