São Paulo-AP tenta classificação inédita na Copinha

  • Elenco tricolor vai tentar a classificação para a segunda fase da Copinha
    Elenco tricolor vai tentar a classificação para a segunda fase da Copinha - Divulgação
img
Jonhwene Silva
Editor de esportes
Nosso time é muito bom e vamos buscar, sim, a classificação para a próxima fase. —   Ademir Pitopô - técnico do São Paulo-AP

A maior competição de base do futebol brasileiro, a Copa São Paulo de Futebol Junior, inicia nesta terça-feira, 2, com representantes do todo o país na disputa pelo título. Para o time do Amapá, a classificação para a próxima fase seria a realização de um sonho. O São Paulo-AP, o Tricolor da Zona Norte, terá essa chance de fazer história no grupo 31 e irá encarar Nacional-SP, ABC-RN e Santo André-SP.

O elenco tricolor iniciou a preparação há cerca de um mês e meio, sob o comando de Ademir Pitopô, técnico conhecido e com experiência em treinar diversas equipes de base do estado. A equipe fez vários amistosos para dar entrosamento ao grupo. Confiante, Pitopô sabe que não terá vida fácil. Durante o treinamento, priorizou a parte física. Além disso, buscou aprimorar saídas rápidas de contra-ataque.

“Temos ciência que podemos fazer história e estamos confiantes. Fizemos um trabalho dentro das nossas condições e sabemos que podemos obter resultados positivos. Nosso time é muito bom e vamos buscar, sim, a classificação para a próxima fase”, disse, otimista.

A fim de obter informações sobre seus adversários, a diretoria e a comissão técnica pediram, de outros treinadores de São Paulo, detalhes sobre a forma de jogo das equipes do grupo.

Nacional-SP

Para o técnico Ademir Pitopô, a partida de estreia, no dia 3 de janeiro, de diante do Nacional-SP, pode ser fundamental para as pretensões do São Paulo-AP. O treinador espera se aproveitar do ímpeto do adversário para buscar o resultado positivo, já que o mesmo estará sendo empurrado pela torcida.

“A estreia sempre é mais complicada, ainda mais diante do Nacional, que é o dono da casa. Podemos nos aproveitar disso, pois a torcida deles, certamente, vai apoiar; e nesse ímpeto deles, podemos tirar vantagem”, avaliou.

ABC-RN

O ABC de Natal-RN é considerado o adversário mais difícil da chave. A equipe que possui tradição na Copinha chegou até a terceira fase, na edição de 2016. O time potiguar é bem treinado e vem com um grupo conciso e que pode oferecer muitas dificuldades aos amapaenses.

“É um time muito forte e talvez seja o mais difícil da nossa chave. É muito bem treinado porque manteve alguns garotos da base do ano passado. Com certeza vamos encontrar um time a ser batido na primeira fase”, afirmou Pitopô.

Santo André

É um time bastante rápido e dinâmico. Tem um bom nível técnico e o técnico Pitopô quer ir para esse jogo já com a classificação garantida. Mesmo assim, o time paulista poderá colocar muitas dificuldades no caminho do Tricolor da Zona Norte.

“Será a nossa terceira partida e, se Deus quiser, vamos estar com a classificação. Mesmo assim, é um time que impõe respeito e se precisarmos de pontos nesse jogo, vamos ter uma partida difícil”, afirmou.

Aposta

O São Paulo-AP iniciou a preparação realizando uma peneira na capital. Mais de 40 garotos que integram equipes de base do Amapá participaram. São meninos que já possuem alguma experiência em competições locais e nacionais. Alguns já estiveram em times do eixo-sul do país. Leandro (lateral), Tales (meia) e Neto (meia) são alguns deles.

Este último é apontado como grande esperança de gols e de resultados positivos. O “Netinho” já possui passagens pela base de times como Flamengo, Santos e outros. O garoto está confiante e aposta na tranquilidade para conseguir a classificação. “Sei da responsabilidade desse time. Estamos todos confiantes e sabemos que podemos fazer história para o Amapá, caso consigamos a classificação. Confio nesse time porque treinamos forte e acho que se, tivermos tranquilidade, podemos, sim, passar para a próxima fase”, afirmou o atleta. 

O Tricolor da Zona Norte viajou na madrugada desta segunda-feira, 1, e já está em São Paulo. Na quarta, o time encara o Nacional, às 14h (horário de Brasília), no estádio Nicolay Alayon. 

1 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

1 Comentários

  •  

    Boa sorte aos atletas. Que a paciência e a consciência tática sejam exercitadas conforme os treinamentos. Que venha a classificação. Porém, se não vier, que não massacremos os garotos que irão nos representar com dignidade.

Anuncie Aqui