Escolas de Santana receberão projeto-piloto do Programa Educação para a Paz

  • O encontro definiu funcionamento do projeto-piloto
    O encontro definiu funcionamento do projeto-piloto Foto - Erich Macias - GEA
Programa será implantado em toda a rede estadual de ensino. Iniciativa terá ações de prevenção à violência e promoção da paz nas escolas a partir de 2018.

As escolas de Santana serão as primeiras da rede estadual de ensino a receber as ações do Programa Educação para a Paz, uma parceria entre o Governo do Amapá, Ministério Público do Estado (MP-AP) e Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap). O objetivo é promover a cultura da paz e a prevenção da violência para a melhoria da convivência nas unidades educacionais.

Inicialmente, o projeto-piloto capacitará 70 professores, que multiplicarão as ações em todo o Estado a partir de 2018, segundo o que foi acertado no encontro desta quinta-feira, 23, que reuniu o governador Waldez Góes; o presidente do Tjap, desembargador Carlos Tork, o secretário de Educação do Município de Santana, Ricardo Pereira, a deputada e primeira-dama, Marilia Góes, além de representantes da Secretaria de Estado da Educação (Seed) e MP-AP.

A previsão é que o convênio seja assinado ainda em dezembro deste ano. Para isto, GEA, TJAP e MP-AP devem firmar uma cooperação técnica e financeira. Os professores passarão por processo seletivo, a ser definido e divulgado brevemente. A formação terá três módulos, cada um sob a responsabilidade de uma entidade conveniada. Os professores selecionados serão responsáveis por multiplicar as diretrizes e práticas do projeto a outros educadores, a fim de que a iniciativa alcance todas as escolas da rede estadual e municipal.

O governador Waldez Góes destacou a importância de desenvolver práticas que promovam a cultura da paz, especialmente nas escolas, e reafirmou o compromisso de combate à violência. “A escola é o único ambiente onde a comunidade se faz presente todos os dias. Nada melhor do que trabalhar as práticas restaurativas na educação”, frisou Góes.

O programa

O programa ressalta a importância do estudante como agente responsável por uma sociedade mais justa, tolerante, livre de preconceito e solidária, reduzindo consequentemente a violência não somente na escola, mas em toda a comunidade.

Serão desenvolvidos formas, ações e projetos que disseminem a cultura da paz no Estado do Amapá, enfatizando a valorização e promoção da participação social e política como forma direta da promoção da cultura da paz por meio de políticas públicas.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui