Senador diz que Santana perdeu recursos por falta de projetos e inadimplência

  • Senador destinou mais de R$ 21 milhões para Santana, em 13 anos
    Senador destinou mais de R$ 21 milhões para Santana, em 13 anos - Divulgação
  • Prefeitura terá mais R$ 6 milhões para conclusão do Teatro Municipal de Santana
    Prefeitura terá mais R$ 6 milhões para conclusão do Teatro Municipal de Santana - Correio de Santana
A falta de projeto, perda de prazo e inadimplência são fatores que a população precisa cobrar da prefeitura, além da boa execução do serviço —   Davi Alcolumbre - senador pelo Amapá

A falta de projetos e a inadimplência fizeram com que o município de Santana perdesse recursos para importantes investimentos nos anos de 2015 e 2016. Nos últimos 13 anos, o senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) destinou mais de R$ 21 milhões para a cidade, porém, nem tudo foi aplicado, por falta de compromisso das gestões municipais.

Dos mais de R$ 3,6 milhões destinados pelo senador democrata em 2015 para Santana, apenas R$ 1,5 mil pôde ser executado. No ano seguinte, o município não recebeu os valores decorrentes das emendas por causa da inadimplência. “A falta de projeto, perda de prazo e inadimplência são fatores que a população precisa cobrar da prefeitura, além da boa execução do serviço”, explica Alcolumbre.

Em 2017, mais de R$ 1,3 milhão foram destinados para investimentos na área da saúde e para a construção de passarelas. Além desses investimentos ainda está prevista a reforma e conclusão do Teatro de Santana, no valor de R$ 6 milhões. No entanto, o município precisa estar apto a receber o dinheiro. “A prefeitura do município é responsável pelo projeto e também pela execução”, explica Davi. Ele acrescenta ainda que a prefeitura não pode estar devendo, caso contrário o dinheiro não é enviado para o município. “É necessário o trabalho de ambas as partes”, destaca.

Prioridades - No primeiro ano de mandato no Senado, em 2015, os investimentos foram destinados à saúde e abastecimento de água. As áreas de destaque nas emendas do senador têm sido a cultura (29%), infraestrutura urbana (27%) e saúde (20%). Esporte, construção do Centro Administrativo e saneamento básico (24%) completam os investimentos.

Cultura - A aposta na área cultural, por parte do senador Davi, mereceu destaque, recentemente, pelo Ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão. “No Brasil buscamos a preocupação com a cultura. Parabenizo o senador Davi por se empenhar em reformar um Teatro Municipal de Santana”, disse o ministro.

Segundo o senador Davi, investir em cultura é se preocupar diretamente com o lado humano de um povo. “Fomentar a cultura significa muito mais do que ter uma opção de diversão. Desta forma, tiraremos crianças e jovens das ruas, fazendo trabalhos sociais e incentivando o conhecimento por meio das artes. Outra possibilidade são as parcerias com as escolas, onde poderemos oferecer, até mesmo no currículo escolar, oficinas de teatro e cinema e, quem sabe daqui a mais uns 10 anos, teremos talentos de nossa cidade atuando Brasil a fora”, explicou o senador.

As investidas no Teatro de Santana estão sendo tentadas desde 2007, quando o senador ainda era deputado. Os investimentos foram feitos por duas vezes e se perderam por falta de projetos. “Este ano, estou tentando de novo e espero que a prefeitura de Santana faça sua parte”.

Para a construção do cine-teatro está previsto um investimento de R$ 6 milhões para o reinício e conclusão do projeto do teatro de Santana.

Educação - Os investimentos em educação também foram priorizados. Foram mais de mais R$ 4 milhões no ano de 2013 para a educação infantil. “Garantimos a reforma e a ampliação das escolas municipais Ilnáh, Biraghi e Gentila, além de aquisição de equipamentos como carteiras novas, utensílios de cozinha, centrais de ar, que garantiram uma verdadeira transformação na vida de centenas de alunos”.

A reforma das escolas e as melhorias que a instituições receberam foram essenciais para a melhoria do aprendizado e também da alimentação dos alunos, garantindo um ensino de melhor qualidade, além da valorização dos profissionais de educação que agora podem ter um retorno do trabalho exercido com muito mais precisão. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a maior parte pirâmide etária da população do município de Santana abrange pessoas de 0 a 24 anos, cerca de 49% da população, sendo 42% desses, crianças e jovens de 10 a 20 anos.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui