Bancada federal destina R$ 30 milhões em emenda para Santana

  • Em reunião nesta terça, deputados e senadores definiram a aplicação dos recursos para o Amapá em 2018
    Em reunião nesta terça, deputados e senadores definiram a aplicação dos recursos para o Amapá em 2018
img
Gilberto Pimentel
editor-executivo
Recebi a comitiva santanense em nosso gabinete, assumi o compromisso com a emenda de bancada e, hoje, honrei esse compromisso: votei para que os recursos fossem para investimentos no município, mas fomos votos vencidos. —   Roberto Góes - deputado federal

Nesta terça-feira, 17, deputados federais e senadores amapaenses definiram a destinação dos recursos da emenda de bancada no Orçamento Geral da União de 2018. A bancada decidiu alocar R$ 72 milhões para a região metropolitana de Santana, Macapá e Mazagão. Outros R$ 90 milhões foram destinados às obras do Hospital Universitário, em construção, na Zona Sul da capital.

Dos R$ 72 milhões para a região metropolitana, Santana foi contemplada com R$ 30 milhões, mesmo valor destinado a Macapá. Mazagão receberá R$ 12 milhões. A notícia frustrou, em parte, políticos, lideranças comunitárias e representantes de outros segmentos da sociedade santanense, que queriam a emenda de bancada, em sua totalidade, para o município.

No início de outubro, uma comitiva, formada por vereadores e o prefeito Ofirney Sadala, foi a Brasília solicitar os recursos para investimentos em mobilidade urbana na cidade, no valor de R$ 100 milhões. Liderados pela deputada federal Marcivânia Flexa (PCdoB), percorreram os gabinetes em busca de apoio. No entanto, nesta terça, apenas Marcivânia, Roberto Góes (PDT), Jozi Araújo (PTN) e Cabuçu Borges (PMDB) votaram para que os recursos da emenda de bancada fossem exclusivamente para Santana.

“Recebi a comitiva santanense em nosso gabinete, assumi o compromisso com a emenda de bancada e, hoje, honrei esse compromisso: votei para que os recursos fossem para investimentos no município, mas fomos votos vencidos”, disse Roberto Góes, que já confirmou uma emenda individual de R$ 1,5 milhão para serem aplicados na compra kits escolares para a rede municipal de Santana.

“No apagar das luzes”, o prefeito de Macapá, Clécio Luís Vieira (Rede), foi à capital federal reivindicar que os recursos fossem destinados para a região metropolitana. Um dos principais argumentos é o de que a capital concentra a maior parte da população amapaense – cerca de 60% -, portanto, segundo Clécio, merece mais recursos.

O prazo para o cadastramento das emendas parlamentares encerra na próxima sexta-feira, 20.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui