Mobilidade Urbana trará melhorias socioeconômicas para Santana

  • Rua Adálvaro Cavalcante. Plano de Mobilidade Urbana de Santana tem investimento de R$ 38 milhões
    Rua Adálvaro Cavalcante. Plano de Mobilidade Urbana de Santana tem investimento de R$ 38 milhões Maksuel Martins
img
Elder de Abreu
REPÓRTER E EDITOR
As obras incluem drenagem, terraplanagem, pavimentação, acessibilidade, meio fio e sinalizações

O governador do Amapá, Waldez Góes, fez, nesta sexta-feira, 6, fez uma avaliação do andamento das obras de Mobilidade Urbana, que abrange os municípios mais populosos do Estado, como Santana, Macapá e Laranjal do Jari. As obras também avançam em ritmo acelerado na cidade de Porto Grande.

O chefe do Executivo fez uma avaliação socioeconômica de como o plano vai incidir positivamente não somente na infraestrutura de transportes urbana, mas também em outros setores, como a saúde. Segundo ele, além de prevenir inundações, a drenagem prevista em todas as obras do plano, evita a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, da chikungunya e da zika.

Góes destacou também que os serviços de mobilidade têm uma concepção urbanística que garante segurança no trânsito, o que trará reflexos para a saúde pública, uma vez que, atualmente, cerca de 70% dos atendimentos do Hospital de Emergência de Macapá são traumas decorrentes de acidentes de trânsito. “Com uma cidade bem estruturada dentro da mobilidade urbana, nós diminuímos a transmissão de doenças e o número de acidentes de trânsito”, enfatizou o governador.

Ele lembrou que o Plano de Mobilidade Urbana proporciona uma urbanização completa, incluindo drenagem adequada das águas pluviais, uma etapa do saneamento básico que consiste em um conjunto de obras e equipamentos projetados para receber o escoamento das águas da chuva. “As obras incluem drenagem, terraplanagem, pavimentação, acessibilidade, meio fio e sinalizações. Atualmente, devido ao período de estiagem, os trabalhos estão avançando em Macapá, Santana e Laranjal do Jari”, avaliou Góes.

O Plano de Mobilidade Urbana de Santana tem investimento de R$ 38 milhões do Estado. As obras de mobilidade já chegaram em locais como as avenidas Santana, Stélio de Oliveira, e rua Adálvaro Cavalcante. No centro do município, os trabalhos se concentram nas avenidas Princesa Isabel, entre as ruas Adálvaro Cavalcante e Saldador Diniz.

As vias foram escolhidas, em virtude de serem as principais que passam pelos extremos do município e, também, as que são rotas das linhas de ônibus. Atualmente, há equipes t trabalho durante a estiagem, em algumas ruas o serviço de drenagem e terraplanagem estão adiantadas. Em outras a pavimentação já chegou. A previsão de entrega primeiro semestre de 2018.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui