Polícia procura suspeitos de assassinar coreógrafo durante assalto

  • Bombeiro participava ativamente da organização de eventos juninos e carnavalescos
    Bombeiro participava ativamente da organização de eventos juninos e carnavalescos Divulgação
img
Elder de Abreu
REPÓRTER E EDITOR
Vítima era muito querida no meio cultural de Santana

A Polícia Civil do Amapá abriu inquérito para investigar a morte do coreógrafo Adrilson Carvalho, de 35 anos, que foi morto durante uma tentativa de assalto na noite desta quinta-feira, 14, em Santana.

Até o momento nenhum suspeito foi identificado, mas relatos de testemunhas apontam a participação de quatro criminosos. A PM continuou fazendo buscas na manhã desta sexta-feira, 15, mas sem sucesso, de acordo com o tenente Fábio Carvalho, do 4º Batalhão da Polícia Militar (PM) em Santana.

“Infelizmente não nos foram fornecidos elementos que pudessem levantar suspeitos. A população é essencial nestes casos, denunciando os possíveis infratores ou local possível onde eles estariam”, enfatizou o oficial.

O crime ocorreu no bairro Remédios II, próximo a um ponto de ônibus na Rua Cláudio Lúcio Monteiro, uma das principais vias do município. De acordo com o apurado pela polícia, eram 22h30 quando a vítima acompanhava, a pé uma, uma amiga. Próximo à parada de ônibus criminosos tentaram assaltar uma passageira. Adrinilson tentou intervir e acabou esfaqueado nas costas por um dos bandidos. Já no chão, foi golpeado outra vez. Ele morreu após dar entrada no Hospital Estadual de Santana (HES).

Adrinilson Carvalho era uma pessoa muito querida no segmento cultural, onde era carinhosamente chamado de “Bombeiro”. Ele participava ativamente da organização de eventos juninos, carnavalescos e concursos de beleza em Santana e Macapá.

“Nestes casos recomenda-se não reagir, ligar assim que possível para a polícia, identificando: as características dos indivíduos, como cor e tipo de roupas, estatura, cor, etc. Verificar a direção tomada pelos meliantes. Essas são informações essenciais para que suspeitos sejam abordados. Sem características nenhuma fica difícil abordar alguém”, recomendou o tenente Fábio.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui