Tiros no Fórum de Santana: Núcleo de Inteligência da Polícia Civil assume o caso

  • Viaturas aguardam a chegada da perícia após os disparos
    Viaturas aguardam a chegada da perícia após os disparos Foto: Divulgação
img
Elder de Abreu
REPÓRTER E EDITOR
TJAP afirma investir R$ 1,5 milhão em segurança para magistrados e outros servidores

O Núcleo de Operações e Inteligência (NOI) da Polícia Civil assumiu, oficialmente, nesta segunda-feira, 11, a investigação para identificar os suspeitos que dispararam contra um prédio da Justiça do Amapá, o Fórum de Santana. O ataque ocorreu na noite de sábado, 9, por volta de 21h. Uma pessoa terminou ferida, mas não corre risco de morrer.

Na primeira linha de investigação, acredita-se que os policiais militares na guarita eram mesmo o alvo dos dois homens que passaram atirando em uma motocicleta. Testemunhas falam em oito disparos. Muitas buscas foram feitas na Baixada do Ambrósio, área de ponte conhecida pela presença do crime organizado, principalmente o tráfico de drogas. Contudo, nenhum suspeito foi encontrado.

Alguns tiros atingiram a guarita onde estavam dois policiais militares. Nenhum deles foram atingidos, mas uma mulher que passava pelo local no momento dos disparos foi baleada em uma das pernas. Ela foi levada ao Hospital Estadual de Santana. Teve alta médica algumas horas após o atendimento.

Os militares deverão prestar depoimento nesta terça-feira, 12. A Polícia Civil também aguarda o resultado da perícia para tentar descobrir o calibre das munições usadas no ataque.

Investimentos

O episódio causou uma sensação de insegurança no expediente da Comarca de Santana em relação à ousadia de disparar contra um prédio do Poder Judiciário. Em nota oficial, o Tribunal de Justiça do Amapá informou que estão previstos e em execução investimentos na segurança institucional, tanto para magistrados quanto para os demais servidores. Segundo a Assessoria de Comunicação do TJAP, os recursos empregados neste segmento somam R$ 4,5 milhões para o período 2017/2018.

Nota do TJAP

O Tribunal de Justiça do Amapá esclarece a população que na noite de sábado (09), dois homens em uma moto dispararam uma série de tiros contra a guarita do Fórum de Santana, tendo um dos disparos, infelizmente, atingido a perna de uma motorista que passava pelo local no momento do sinistro.

Imediatamente após o ocorrido, a equipe do Gabinete Militar do TJAP se deslocou até o Fórum de Santana para, juntamente com os militares do 4ª Batalhão da PM, prestar o atendimento à vitima e aos policiais de plantão, que, felizmente, não foram atingidos pelos tiros; reforçando a segurança do Fórum e das demais unidades, sem prejuízo aos seus atendimentos normais; tendo a Polícia dado início ao seu trabalho de investigação, ao qual o Judiciário agradece o apoio.

O Tribunal de Justiça do Amapá informa ainda que está fazendo uma série de investimentos na segurança institucional de magistrados e servidores. Para 2017 se encontram em execução cerca de 1,5 milhão de reais, e para 2018, estão previstos 3 milhões de reais.

A Justiça do Amapá tranqüiliza magistrados, servidores, jurisdicionados e a população em geral, que manterá a segurança redobrada em suas unidades e continuará julgando com a mesma imparcialidade e serenidade que tem sido sua marca registrada ao longo de sua história.

Macapá, 11 de setembro de 2017

Desembargador Carlos Tork

Presidente do Tribunal de Justiça do Amapá

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui