Assaltantes de mercearia no bairro Daniel têm prisão decretada

  • Renato e Paulo Victor chegaram a ser presos, mas foram liberados e estão foragidos
    Renato e Paulo Victor chegaram a ser presos, mas foram liberados e estão foragidos - Divulgação
  • Delegada Luiza Maia preside o inquérito sobre o roubo à mercearia
    Delegada Luiza Maia preside o inquérito sobre o roubo à mercearia - Correio de Santana
img
Gilberto Pimentel
editor-executivo
Eu já pedi a conversão em prisão preventiva dos dois, que continuam foragidos. Contamos com a divulgação das imagens e a ajuda da população para prendê-los. —   Luiza Maia - delegada de Polícia Civil

A Polícia Civil está à procura de Paulo Victor Santos Oliveira e Renato Santos Oliveira, acusados de terem assaltado uma mercearia no dia 31 de maio deste ano, no bairro Daniel, em Santana. Os dois chegaram a ser presos após o crime, mas foram soltos porque o período do flagrante já havia expirado. A Justiça acatou o pedido de prisão temporária feito pela 2ª Delegacia de Polícia de Santana e os dois já são considerados foragidos.

No dia 31 de maio, Paulo Victor e Renato entraram no estabelecimento comercial, que fica na Avenida João Bitencourt. O primeiro pegou uma garrafa de bebida alcoólica e foi ao balcão. De repente, o outro surge no meio das gôndolas com um revólver em punho e rende o funcionário. Paulo Victor também saca a arma e aponta para o comerciante. Mesmo sem que as vítimas esboçassem qualquer reação, os criminosos usam de violência. Paulo, inclusive, por várias vezes, ameaça atirar.

A dupla fugiu, mas foi presa no dia seguinte no município de Mazagão e entregue na Central de Flagrantes do Igarapé da Fortaleza, em Santana. Como já havia passado o período do flagrante, o delegado plantonista determinou a soltura dos acusados. A delegada Luiza Maia, titular da 2ª DP, que investiga casos de furtos e roubos, soube da prisão e foi à Central de Flagrantes. Ela pediu aos advogados que apresentassem os suspeitos na 2ª DP, para que fossem ouvidos sobre o roubo.

“Eles não vieram, não se apresentaram. Não ligaram, não marcaram nada. Simplesmente, desapareceram. Mas eu já havia pedido a prisão temporária, que foi atendida no dia 3 de maio. E eu já pedi a conversão em prisão preventiva dos dois, que continuam foragidos. Contamos com a divulgação das imagens e a ajuda da população para prendê-los”, disse a delegada Luiza Maia.

Paulo Victor tinha deixado a prisão no dia 3 de maio, por outro crime. Menos de um mês depois, foi flagrado pelas câmeras de segurança da mercearia, cometendo o assalto, juntamente com Renato.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui