Copa Verde: Santos-AP sai na frente, mas não resiste à pressão do Remo

  • Na próxima segunda-feira, 3, Santos-AP e Remo voltam a se enfrentar
    Na próxima segunda-feira, 3, Santos-AP e Remo voltam a se enfrentar - Rosivaldo Nascimento
img
Gilberto Pimentel
editor-executivo
Fizemos três substituições por lesão. E isso inviabilizou mudar qualquer esquema tático. Mas foi um bom jogo. Uma vitória simples, em casa, onde conhecemos bem o campo, nos dá a classificação. Foi um bom jogo. —   Luciano Marba - técnico do Santos-AP

Depois de 16 anos, Santos-AP e Clube do Remo-PA voltaram a se enfrentar. O jogo desta quinta-feira, 30, no estádio do Mangueirão, foi pelas quartas-de-final da Copa Verde e o Peixe da Amazônia conseguiu marcar seu primeiro gol no clube paraense na história dos confrontos e, por muito pouco, não voltou para Macapá com um empate na bagagem. Na base do “abafa”, o Leão Azul conseguiu a virada e o direito de jogar a partida de volta pelo empate. Ao alvinegro amapaense, uma vitória simples, na próxima segunda-feira, 3, garante a classificação às semifinais.

O campo pesado, em função das chuvas que caíram na capital paraense, impediu que o Santos-AP pudesse trabalhar melhor a bola. Mesmo assim, o time teve boas chances no primeiro tempo e abriu o placar, aos 35 minutos, com o atacante Luciano, que aproveitou o cruzamento da esquerda e, de peixinho, fez o gol do Peixe da Amazônia.

Aos 45 minutos do primeiro tempo, em jogada pela esquerda, o atacante Val Barreto se antecipou ao zagueiro Dedé e deu um leve toque pra tirar do goleiro Axel, empatando a partida.

Na volta do intervalo, o Remo voltou com outra postura, mais ofensivo. Já o Santos-AP, com a defesa compacta, tentava encaixar um contra ataque, mas o time perdeu o jogador Fabinho, referência no ataque, por contusão.

O goleiro Axel fez importantes defesas. Os zagueiros Dedé e Jari, e o volante Lessandro também se destacaram na marcação. No entanto, o setor defensivo não resistiu à pressão do time paraense. Aos 39 minutos, depois de um chute cruzado na entrada da área, o zagueiro Henrique desviou para o gol e garantiu a vitória azulina. Fim de jogo, Remo-PA 2 x 1 Santos.

Luciano Marba, presidente licenciado, que atuou como técnico do Peixe, disse que faltou um pouco de sorte ao time e que o Santos-AP tem todas as condições de vencer o jogo de volta e se classificar. “Fizemos três substituições por lesão. E isso inviabilizou mudar qualquer esquema tático. Mas foi um bom jogo. Uma vitória simples, em casa, onde conhecemos bem o campo, nos dá a classificação. Foi um bom jogo”, disse Marba.

O jogo de volta está marcado para às 20h15, no estádio Olímpico Milton de Souza Corrêa, o Zerão.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui