Randolfe propõe força-tarefa para reconstruir Santana

  • Senador colocou o mandato à disposição do prefeito de Santana
    Senador colocou o mandato à disposição do prefeito de Santana - Gilberto Pimentel
img
Gilberto Pimentel
editor-executivo
Nossa assessoria já está em contato direto com a assessoria da Prefeitura de Santana. Nós vamos ver, desses três milhões e duzentos [mil reais] o que ainda é possível salvar dessas emendas —   Randolfe Rodrigues

O senador Randolfe Rodrigues (Rede) propôs uma união de forças para “reconstruir Santana”. O anúncio foi feito na manhã desta quinta-feira, 12, durante reunião com o prefeito da cidade, Ofirney Salada, e outras autoridades políticas. Uma das medidas é a tentativa de salvar parte dos R$ 3,2 milhões em emendas parlamentares, de autoria do senador, que não foram executadas pelo ex-prefeito Robson Rocha.

Durante a reunião, o prefeito Ofirney Sadala disse que a Prefeitura de Santana está engessada diante de tantos problemas financeiros. Somente com pessoal, a dívida chega a R$ 9,5 milhões, deixada pelo ex-prefeito. Ele agradeceu aos senadores Randolfe e Davi Alcoluimbre pela iniciativa de ajudar o município a se reerguer.

“É uma iniciativa muito salutar, muito plausível. Santana, hoje, está numa situação muito difícil. Precisa dos parlamentares federais, que, por meio das emendas, da ‘abertura’ dos ministérios, nós possamos colocar Santana no caminho do desenvolvimento”, disse Sadala.

O senador Randolfe lembrou que destinou, nos últimos anos, R$ 3,2 milhões para serem executados pela prefeitura. Foram R$ 1,1 milhão para a saúde, incluindo construção de Unidades Básicas de Saúde e aquisição de equipamentos, R$ 300 mil para a reforma da Praça Cívica, R$ 200 mil para a Reserva particular do patrimônio natural Revecom, R$ 500 mil para pavimentação, R$ 300 mil destinados à construção de um memorial às vítimas do naufrágio do barco Novo Amapá, além de R$ 400 mil para a aquisição de equipamentos para o Teatro Municipal e R$ 400 mil para a reforma do estádio Antônio Vilela, o Vilelão. Nada disso foi utilizado por Robson Rocha.

“Nossa assessoria já está em contato direto com a assessoria da Prefeitura de Santana. Nós vamos ver, desses três milhões e duzentos [mil reais] o que ainda é possível salvar dessas emendas. Temos mais de um milhão de reais destinados para este ano de 2017, em Santana. E tem ações de parceria, como um comprometimento em função de uma emenda de bancada, em que o governo do Estado vai destinar 70 milhões para os municípios.12 milhões somente para Santana”, explicou o senador.

Lixo

Outro assunto tratado durante a reunião foi a destinação do lixo doméstico coletado em Santana. O prefeito de Macapá, Clécio Luís Vieira (Rede), que também participou da reunião, propôs a formação de um consórcio entre Macapá, Santana e Mazagão, para o despejo dos resíduos no aterro sanitário da capital. Uma reunião para tratar do assunto será realizada na próxima semana, com a participação dos prefeitos dos três municípios, do senador Randolfe, Eletronorte, Ministério Público e a empresa que presta o serviço de coleta de lixo para o município de Macapá.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui