Secretário municipal é flagrado com dinheiro e material de campanha de Robson Rocha

  • Dentro do veículo foram encontrados dinheiro, material de campanha e uma lista com dados de eleitores
    Dentro do veículo foram encontrados dinheiro, material de campanha e uma lista com dados de eleitores - Divulgação
  • Momento da abordagem feita pelo Ministério Público Eleitoral com apoio da Polícia Militar
    Momento da abordagem feita pelo Ministério Público Eleitoral com apoio da Polícia Militar - Divulgação
Estamos nas ruas da cidade intensificando a fiscalização para coibir abusos nesse período que antecede o pleito. O MPE, com apoio das polícias Civil, Militar e Federal, atua para garantir que o cidadão possa exercer sua cidadania livremente —   Gisa Veiga - promotora eleitoral auxiliar

Às vésperas da eleição municipal, o Ministério Público Eleitoral apreendeu dinheiro, material de campanha do prefeito e candidato Robson Rocha, além de uma lista com nomes, endereços e contatos de eleitores do município de Santana. O material estava em posse de Giancarlo Barbosa Moro, atual secretário da Fazenda do município.

Giancarlo, foi abordado por uma equipe do Ministério Público, com apoio da Polícia Militar, na Rua Everaldo Vasconcelos, no bairro Fonte Nova. Dentro do carro em que o secretário estava, cuja documentação está irregular, foi encontrado o material que pode configurar compra de votos.

"Fomos alertados pelo promotor eleitoral Adilson Garcia e realizamos a apreensão. Estamos nas ruas da cidade intensificando a fiscalização para coibir abusos nesse período que antecede o pleito. O MPE, com apoio das polícias Civil, Militar e Federal, atua para garantir que o cidadão possa exercer sua cidadania livremente", disse a promotora eleitoral auxiliar Gisa Veiga, responsável pela apreensão.

O secretário e o material foram levados para a 1ª Delegacia de Santana, no bairro Igarapé da Fortaleza, onde será instaurado procedimento para apuração de eventual crime eleitoral.

O Ministério Público Eleitoral fiscaliza as eleições 2016 em todos os municípios do Estado, através dos promotores eleitorais, que ao longo do processo emitiram inúmeras recomendações sobre as condutas vedadas pela legislação, bem como intensificaram a fiscalização para combater os crimes eleitorais.

Corrupção Eleitoral

O oferecimento de dinheiro e /ou outros bens e vantagens (combustível, material de construção, óculos, cestas básicas, etc.) a eleitores, para que estes votem em determinado candidato, é conduta que configura crime do art. 299 do Código Eleitoral, nos termos da resolução nº. 23.457/2015 do Tribunal Superior Eleitoral, bem como captação ilícita de sufrágio, nos termos do art. 41-A da Lei. 9.505/97 e art. 89 da Resolução nº. 23. 457/2015 - TSE. (Com informações do MPE/AP)

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui