Bala Rocha reúne a imprensa e anuncia pré-candidatura à PMS

  • Bala reuniu a imprensa neste sábado, 26, para confirmar a pré-candidatura à Prefeitura de Santana
    Bala reuniu a imprensa neste sábado, 26, para confirmar a pré-candidatura à Prefeitura de Santana
Decisão de ser ou não candidato será tomada no fim de março de 2020.

O médico Bala Rocha (PSDB) confirmou, neste sábado (26), durante almoço com a imprensa santanense, que é pré-candidato à Prefeitura Municipal de Santana (PMS). O ex-deputado federal e ex-senador disse que já tem o apoio do Democratas, do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e pode ter uma aliança com o PP, da ex-deputada estadual Roseli Matos, também pré-candidata.

Bala, que compõe a chamada “Frente por Santana”, juntamente com o vereador Rarison Santiago (PRB), o ex-prefeito Antônio Nogueira (PT), o ex-prefeito de Mazagão Dilson Borges (MDB) e a própria Roseli Matos, afirmou que a decisão de ser ou não candidato será tomada no fim de março de 2020. Até lá, fará plenárias com a população para medir suas condições de concorrer ao Executivo municipal e construir um plano de governo. Ele apontou a saúde, pavimentação das ruas e a administração como as áreas mais problemáticas na cidade.

“Já solicitei um diagnóstico da prefeitura, para que, em tomando uma decisão de definitiva de ser candidato, eu possa ter noção dos problemas que eu vou encontrar e alguns caminhos para resolver esses problemas. Precisamos, por exemplo, reduzir o número de contratos administrativos e fazer concursos públicos”, exemplificou Bala, que defende parcerias público-privadas para desenvolver a cidade.

Sobre alianças, falou que tem o apoio pessoal de Davi Alcolumbre, do deputado federal Luiz Carlos (PSDB) e que a amizade pessoal com o governador Waldez Góes poderia colocar DEM e PDT na mesma aliança em Santana. O bom desempenho nas eleições de 2018, quando obteve 45.999 votos, colocou Bala como um dos principais nomes para concorrer à sucessão de Ofirney Sadala.

“Estou aberto ao diálogo com todos. Tenho uma relação melhor com uns, o que é natural, mas não tenho problema em dialogar. Em 2018, apoiei o Davi no primeiro turno e apoiei o Waldez no segundo turno. Então, por que não eu, encabeçar essa aliança para disputar a Prefeitura de Santana”? questionou, se referindo à uma possível candidatura do PDT, com Josenildo Abrantes, atual secretário de Fazenda do Estado.

Bala já disputou a PMS em 1992 e 2008, mas acabou derrotado. Por algum tempo, o sonho de ser prefeito do segundo maior município do Amapá ficou adormecido. Agora, pretende concorrer mais uma vez, mas desde que tenha chances reais de êxito. “Quero acreditar que é possível melhorar Santana. E a minha decisão vai ser em cima disso”, concluiu.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários