Governo dá contrapartida e obras do Cine Teatro Municipal de Santana serão retomadas

  • Assinatura do convênio ocorreu nesta terça-feira, 30, na Câmara Municipal de Santana
    Assinatura do convênio ocorreu nesta terça-feira, 30, na Câmara Municipal de Santana - José Baía
Para evitar a perda dos recursos federais, o governo do Estado garantiu a contrapartida de mais de R$ 1,3 milhão.

Inaugurado há sete anos, o Teatro Municipal de Santana nunca abriu as portas para a população do segundo maior município do Amapá. Entregue apenas com salas administrativas, o espaço não tem condições de uso e vai se deteriorando com a ação do tempo. Na tarde desta terça-feira, 30, na Câmara Municipal de Santana, o governo do Estado e a Prefeitura assinaram um convênio que vai permitir a retomada das obras e equipar o prédio, que também será transformado em cinema.

O agora Cine Teatro começou a ser construído em 2006, na gestão do ex-prefeito Antônio Nogueira (PT), com recursos de emendas do então deputado federal Davi Alcolumbre (DEM), e foi inaugurado inacabado em 2012. Cinco anos depois, já na condição de senador, Alcolumbre destinou mais R$ 6 milhões em emenda, junto ao então Ministério da Cultura, para que a construção fosse retomada, porém, o município teve dificuldades na elaboração do projeto e assegurar a contrapartida para acessar os recursos federais.

Para evitar a perda da verba e garantir a retomada das obras, o governo do Estado vai repassar R$ 1.315,508,74, para reforma, ampliação, aquisição de equipamentos e mobília para o prédio.

“Esta é a segunda maior cidade do Amapá, todos sabemos do tamanho da produção cultural aqui existente, então, esse investimento na cultura é mais do que justo. O Cine Teatro vai trazer mais oportunidades através de emprego e renda, e novos projetos sociais para os santanenses”, afirmou o governador Waldez Góes.

Davi Alcolumbre ressaltou que o momento foi histórico para a população de Santana. “O governo do Estado teve a sensibilidade em efetivar o convênio e liberar a contrapartida para que Santana possa ter esse espaço voltado para a arte e a cultura. Apoiar e aportar recursos para a obra eram um sonho do povo santanense”, afirmou o presidente do Senado.

O prefeito de Santana, Ofirney Sadala, também reconheceu o apoio do governo do Estado para garantir o recurso. “A união e o diálogo tornaram esse momento possível”, afirmou o gestor municipal.

De acordo com o projeto, o Cine Teatro Municipal de Santana vai conter auditório principal com palco para espetáculos e cinema, com capacidade para 450 pessoas; sala para espetáculos menores, com capacidade para 100 pessoas; camarins; salas para oficinas e sala para ensino de instrumentos musicais.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários