Clínica da Vida completa dois anos com 16 mil sessões de hemodiálise

  • Clínica da Vida funciona no complexo hospitalar de Santana desde junho de 2017
    Clínica da Vida funciona no complexo hospitalar de Santana desde junho de 2017
Unidade atende a 64 pacientes com sessões de segunda a sábado, nos turnos da manhã, tarde e noite.

Inaugurada em 30 de junho de 2017, no complexo hospitalar de Santana, a Clínica da Vida Lourival Duarte Brandão completou 2 anos de funcionamento com 16.101 sessões de hemodiálise realizadas. A unidade se tornou a segunda referência pública para pacientes renais crônicos, expandindo e descentralizando o atendimento que antes só era feito na Unidade de Nefrologia do Hospital de Clínicas Alberto Lima (Hcal), em Macapá.

Nos últimos 12 meses, foram registradas 9.682 sessões de hemodiálise, 3.263 a mais do que no primeiro ano de funcionamento. Desde que entrou em atividade, a Clínica passou de 24 pacientes para 58, no primeiro ano e, atualmente, atende a 64 renais crônicos.

O aumento no número de sessões é resultado da disponibilização de mais profissionais, que passaram de 25 para 36. Para a responsável técnica pela Clínica da Vida, a enfermeira Leila Nazaré da Silva, a unidade está perto de atender sua capacidade máxima. “Antes, as sessões eram realizadas às terças, quintas e sábados, em dois turnos. Agora estamos atendendo também às segundas, quartas e sextas, com a disponibilidade de três turnos. Isso nos possibilitou chegar a 64 pacientes, mas nossa meta é de atender a 80”, explicou Leila.

A unidade proporciona uma grande comodidade aos pacientes que, em sua maioria, são santanenses, que podem fazer as sessões de hemodiálise mais perto de casa. Antes, esses pacientes se deslocavam até a Nefrologia do Hcal para receberem tratamento, o que tornava a rotina ainda mais cansativa. Pacientes de Mazagão também são atendidos na Clínica da Vida.

Ampliação

A Clínica da Vida possui 14 máquinas de última geração (equipamento que realiza no organismo humano o processo artificial de limpeza e filtragem do sangue), somadas as da Unidade de Nefrologia do Hcal, resultam em 51 poltronas de atendimento aos pacientes renais no Estado. Com a unidade, o número de pacientes passou de 240 para 302 que, atualmente, fazem hemodiálise nas duas clínicas.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários