Com catador de lixo como personagem, peça provoca reflexão sobre os seres humanos

  • Espetáculo é baseado na história de um catador de lixo
    Espetáculo é baseado na história de um catador de lixo - Foto: Josimar Nascimento
Não há um valor fixo para a entrada, o espectador paga quanto puder.

Os grupos de teatro amapaense Cortejo Produções Artísticas e o Frêmito Teatro estão juntos na empreitada cênica de montagem do espetáculo Jornada Bufa desde março de 2018. E neste mês de junho, toda quarta-feira, às 19h30, o grupo realiza apresentações no Teatro Marco Zero no bairro Perpetuo Socorro, zona leste de Macapá. Não há um valor fixo para a entrada, o espectador paga quanto puder.

As experimentações para elaboração da personagem Bufa iniciaram em laboratórios de rua no centro comercial de Macapá, onde foram surgindo falas, repetições de movimentos corporais, vozes e diálogos com transeuntes que serviram de inspiração para a criação do texto, das cenas e objetos que acompanham o dia a dia da personagem título. A partir daí o ator e o diretor iniciaram ensaios em sala fechada para assim aprofundar a pesquisa corporal, vocal, o jogo e o relacionamento da personagem Bufa.

Para Wellington Dias “Jornada Bufa é um convite a olharmos para o que nos incomoda em nós mesmos e na relação com os outros. É ao mesmo tempo uma peça-manifesto, um teatro do corpo e da voz ressonante, do jogo cênico com liberdade e controle”, explica Dias.

O trabalho participou do III Festival Curta Teatro, realizado em abril de 2018 pela Ói Nóiz Akí e CAPTTA, no Teatro das Bacabeiras, e foi ganhador do prêmio de Melhor Direção Teatral, além de ter sido indicado aos prêmios de Melhor Ator e Melhor Dramaturgia.

SINOPSE - Bufa é um catador de lixo que vive na companhia de resíduos e do lixo do cotidiano alheio. Tratado pela sociedade como homem e bicho, diariamente se equilibra em uma sobrevivência árdua, prazerosa e missionária. O que era pra ser um dia comum na vida desse andarilho torna-se uma experiência intrigante e transcendental. Bufa cai em um buraco de rua que o leva muito além do fundo de qualquer realidade possível. Ele é transportado para o fundo de sua própria consciência, para o âmago do planeta Terra, um lugar onde ele pode observar todas as pessoas para além de suas aparências, por dentro e por fora.

Serviço:

Jornada Bufa

Todas às quartas feiras de junho

Às 19h30

Teatro Marco Zero (localizado na Rua Oscar Santos, 397, bairro Perpétuo Socorro, Macapá)

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários