Perseguição termina com uma idosa morta no bairro Piçarreira

  • A aposentada Maria de Lima Santana foi baleada e morreu antes de ser socorrida
    A aposentada Maria de Lima Santana foi baleada e morreu antes de ser socorrida
Ainda não se sabe se os tiros que atingiram a vítima partiram da arma de um policial, dos suspeitos ou de outras pessoas que estavam na perseguição

Uma mulher de 79 anos morreu durante uma perseguição no fim da tarde deste sábado, 25, no bairro Piçarreira, zona oeste de Santana. A aposentada Maria de Lima Santana, conhecida como “Dona Mocinha”, foi baleada e não resistiu aos ferimentos.

Segundo testemunhas, a ocorrência começou por volta de 17h30, em uma distribuidora de frios e congelados, localizada no bairro Novo Horizonte, no próprio município, de onde teriam sido furtados ou roubados alguns produtos. O material foi colocado em uma picape e os dois suspeitos saíram em direção ao bairro Piçarreira. A Polícia Militar foi acionada e interceptou a dupla na estrada do Delta, onde teria iniciado uma troca de tiros. Maria de Lima, que voltava pra casa depois de ir a um estabelecimento comercial, ficou no meio do fogo cruzado e acabou atingida. Socorristas do Corpo de Bombeiros estiveram no local, mas a vítima já estava sem vida.

Os suspeitos foram presos e o veículo com a mercadoria levada da distribuidora foi apreendido. Um dos envolvidos foi atingido por um tiro de raspão na cabeça e levado ao Hospital Estadual de Santana para atendimento médico antes de ser levado para a Central de Flagrantes no bairro Fortaleza, com o outro envolvido na ocorrência.

Ainda não se sabe se os tiros que atingiram a vítima partiram da arma de um policial ou dos suspeitos. Também existe a possibilidade de um motociclista ter seguido a dupla e de ele ter atirado em direção aos dois. O empresário, dono do estabelecimento onde o furto ou roubo teria ocorrido, também pode ter participado da perseguição. Imagens de câmeras de segurança de imóveis próximos onde a aposentada foi baleada poderão ajudar nas investigações, que serão conduzidas pela 1ª Delegacia de Polícia Civil.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários