Prefeitura não recupera ruas e empresas mudam itinerário de ônibus em Santana

  • Em muitos bairros da cidade, trafegar é quase impossível
    Em muitos bairros da cidade, trafegar é quase impossível
A gente lamenta e pede desculpas à população. Mas não tivemos outra alternativa. —   Décio Melo - empresário

As duas empresas que exploram a linha Macapá/Santana mudaram o itinerário dentro do segundo maior município do Amapá. A medida foi necessária por conta das péssimas condições de algumas ruas e avenidas da cidade, que têm impossibilitado o tráfego dos ônibus.

As empresas já haviam informado à Prefeitura Municipal de Santana (PMS) sobre a possibilidade de mudar a rota dos veículos por conta das condições das vias. A buraqueira provoca demora no cumprimento do percurso, além de prejuízos com danos aos coletivos, principalmente na suspensão e nos elevadores para pessoas com deficiência.

No dia 3 de maio, o empresário Décio Melo reuniu com o secretário de Obras Públicas e Serviços Urbanos de Santana, Juscelino Alves, e apresentou um relatório sobre os trechos mais críticos e os transtornos provocados. O secretário pediu que as rotas fossem mantidas e se comprometeu realizar reparos nos corredores de ônibus imediatamente.

“O secretário pediu três dias para começar os serviços. Mas, oito dias depois, nada foi resolvido e não restou outra coisa a fazer a não ser tirar os veículos de alguns trechos, porque estamos tendo muito prejuízo. Então, mudamos a rota”, explicou Décio Melo.

Diariamente, as empresas fazem quase 200 viagens entre os dois municípios. Apesar de ser uma linha intermunicipal, os veículos rodam 11 quilômetros dentro de Santana, por vários bairros da cidade. Vias como a Rua Coelho Neto, Rua Tancredo Neves, Avenida Santana, na zona norte da cidade, e a Rodovia Salvador Diniz, entre o Igarapé da Fortaleza e o bairro Remédios I, estão entre os mais críticos. Com as mudanças no itinerário, algumas áreas ficaram desassistidas pelo transporte público, como parte do bairro Paraíso e o Mutirão do Paraíso.

“A gente lamenta e pede desculpas à população. Mas não tivemos outra alternativa. Do jeito que está, corríamos o risco de ficar sem os ônibus pra rodar. Quando as ruas oferecerem condições de tráfego, vamos retomar o itinerário”, concluiu Melo.

Com a mudança, os veículos que trafegam pela Rodovia Duca Serra (Via Coração), fazem o seguinte trajeto:

IDA

Terminal Rodoviário de Santana

Rua Adálvaro Cavalcante

Avenida Stélio de Oliveira

Rua Ubaldo Figueira

Avenida Maria Colares

Rua Cláudio Lúcio Monteiro

Avenida Santana

Rua Salvador Diniz

Avenida Princesa Isabel

Rua Everaldo Vasconcelos

Rodovia Duca Serra, até Macapá.

 

VOLTA

Rodovia Salvador Diniz

Rua Cláudio Lúcio Monteiro

Avenida Santana

Rua Adálvaro Cavalcante

Avenida Castelo Branco

Rua Everaldo Vasconcelos

Avenida das Nações

Rua Tancredo Neves

Avenida Coelho Neto

Rua Adálvaro Cavalcante

Terminal Rodoviário de Santana.

 

Já os ônibus que fazem a linha pela Rodovia JK (Via Fazendinha), fazem o seguinte trajeto:

IDA

Terminal Rodoviário de Santana

Rua Adálvaro Cavalcante

Avenida Stélio de Oliveira

Rua Ubaldo Figueira

Avenida Antônio Nunes

Rua Salvador Diniz

Avenida Princesa Isabel

Rua Everaldo Vasconcelos

Avenida Sete de Setembro

Rua Euclides Rodrigues

Avenida Santana

Rua Cláudio Lúcio Monteiro

Rodovia Salvador Diniz, até Macapá

 

VOLTA

Rodovia Duca Serra

Rua Everaldo Vasconcelos

Avenida Sete de Setembro

Rua Salvador Diniz

Avenida Santana

Rua Cláudio Lúcio Monteiro

Avenida Maria Colares

Rua Salvador Diniz

Avenida Stélio de Oliveira

Terminal Rodoviário de Santana.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários