Batalhão Ambiental apreende 700 quilos de pescado na Área Portuária

  • Em menos de quatro horas, mais de meia tonelada de pescado foi apreendida pelo Batalhão Ambiental
    Em menos de quatro horas, mais de meia tonelada de pescado foi apreendida pelo Batalhão Ambiental
Desde o início do ano, quase cinco toneladas de pescado foram apreendidas.

O Batalhão Ambiental da Polícia Militar do Amapá apreendeu 700 quilos de pescado das espécies mapará, aracu, acará e jiju, protegidas pelo período do defeso. Foram três apreensões, em menos de quatro horas, todas na Área Portuária de Santana. Uma pessoa foi conduzida à delegacia.

A primeira carga, cerca de 100 quilos, foi encontrada em uma balsa, por volta de 00h40, mas o responsável pelo material não foi localizado. Três horas depois, os policiais localizaram cerca de 200 quilos de peixe em uma área de comercialização de pescado na região. Por se tratar de material com pesca e venda proibidas, ninguém assumiu a posse do produto.

Às 4h, os militares chegaram até um depósito onde estavam armazenados 400 quilos de pescado. Nesse caso, o responsável pelo espaço foi localizado e levado à Central de Flagrantes do bairro Igarapé da Fortaleza e deverá responder por crime ambiental. O material apreendido será inspecionado pela Vigilância Sanitária e, se estiver apto ao consumo, será doado a instituições cadastradas.

A piracema, período de reprodução das espécies, vai de 15 de novembro a 15 de março. Nesse período, a pesca e a comercialização de várias espécies são proibidas. Apenas a pesca de subsistência é permitida.

Apesar de ser crime, o desrespeito ao período do defeso é grande. Desde o início do ano, quase cinco toneladas de pescado foram apreendidas pelo Batalhão Ambiental, a maior parte em Santana.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários