Operação conjunta prende suspeito de liderar quadrilha de ratos d’água

  • "Galo" foi preso nesta segunda-feira, no bairro Goiabal, zona oeste de Macapá
Galo teria orquestrado o roubo e o assassinato do próprio tio, um microempresário que atuava na compra e distribuição de açaí

Uma ação conjunta das Polícias Civis do Amapá e do Pará resultou na prisão, na tarde desta segunda-feira, 1, em Macapá, de Jefferson Corrêa Gomes, conhecido como “Galo”, acusado de latrocínio na região ribeirinha do Pará, e que estava escondido no bairro do Goiabal, zona oeste da capital.

A cooperação entre as duas polícias tem por objetivo desbaratar quadrilhas de “ratos d’água” que atuam na região do Pará e Amapá.

A operação, intitulada de “Galo da Madrugada”, é uma referência ao principal suspeito de liderar uma quadrilha de assaltantes de embarcações, um foragido de Justiça apelidado de “Galo”.

As investigações a respeito do suspeito iniciaram no dia 11 de setembro passado, quando a Polícia Civil do Pará, com a colaboração da Polícia Civil do Amapá, prendeu pessoas em Macapá acusadas da participação em roubos a ribeirinhos nas ilhas do Pará.

Na oportunidade, a polícia recebeu informações de que Jefferson teria orquestrado o roubo e o assassinato do próprio tio, um microempresário que atuava na compra e distribuição de açaí na região do Pará. O homem foi torturado e assassinado (foto acima) no início de setembro. Desde então, as forças policiais dos dois estados concentraram as investigações até descobrirem o paradeiro de “Galo” em uma casa localizada no bairro do Goiabal.

Na hora da prisão, o suspeito estava acompanhado de um comparsa de prenome Rafael, que fugiu para uma área de mata ao perceber a chegada da polícia. Há informações de que Rafael possui uma estrutura de acampamento no meio da floresta, para onde escapa toda vez que a polícia faz incursões pela região.

As buscas ao foragido continuam. Por sua vez, “Galo” foi levado para prestar depoimento no Ciosp Pacoval, e depois, será recambiado para o Estado do Pará. A ação policial continua nesta terça-feira, 2 no município paraense de Breves, onde se encontra a outra frente da operação policial.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui