Em Santana, mudanças no trânsito confundem condutores e geram críticas

  • Confusos, motoristas trafegam e estacionam onde não devem
    Confusos, motoristas trafegam e estacionam onde não devem - Foto: Zé Roberto
A mudança é bastante confusa e gera muita crítica até para quem mora por aqui, imagine para quem não conhece a região. —   Elenice Monteiro

Com o objetivo de dar fluxo ao tráfego de veículos, as novas regras de sinalização nas vias do município de Santana, que de mão dupla passaram a ser única, confundem e ainda pegam muitos condutores de surpresa. Os resultados são muitas trapalhadas no trânsito e alguns acidentes.

No Centro, o transtorno é para quem trafega pela Avenida 7 de Setembro, que agora segue no sentido norte/sul, iniciando na Rua Everaldo Vasconcelos, no bairro Fonte Nova, até a Claudio Lúcio Monteiro, no bairro Comercial. “A minha revolta é que as ruas utilizadas para dar fluxo na saída da mão única, estão intrafegáveis. Sem contar que a maioria dos motoristas ainda não se habituou com algumas regras, como o estacionamento no meio da pista, e ainda transitam pela contramão, principalmente à noite. Isso já causou acidente”, diz o motociclista Carlos Batista.

O que também desagradou foi a mudança de preferencial em alguns cruzamentos. Na Rua Adálvaro Cavalcante, a via passou a seguir no sentido oeste/leste da cidade, mais especificamente, em mão única da Avenida Santana até a Avenida Stélio de Oliveira, dando preferência em alguns cruzamentos. No trecho, há sinalização, mas os acidentes são inevitáveis. “Bastava ter revitalizado as vias e recuperado a sinalização existente. A mudança é bastante confusa e gera muita crítica até para quem mora por aqui, imagine para quem não conhece a região”, questionou a moradora Elenice Monteiro.

Nas redes sociais, mais críticas. Motoristas dizem que para entender é preciso muito esforço. "Por que transformar a Avenida Stélio de Oliveira em preferencial, no cruzamento com as ruas Adálvaro Cavalcanti e Ubaldo Figueira? Não sei se tem algum engenheiro de trânsito nesse negócio, se não, que busquem urgente. Para mim, isso é demonstrar desconhecimento da lógica, falta de zelo, inclusive com a vida das pessoas. Essas duas ruas, querendo ou não, são de média/alta velocidades. Se tivesse semáforos, tudo bem, o condutor enxergaria de longe. Pensem nisso e resolvam antes que aconteça o pior", desabafa um internauta.

Ao publicar uma foto, outro santanense diz: "Socorro Sttrans, Detran, ou a quem interessar. É pra ir ou é pra vir? É pra ir e vir? É pra estacionar de um lado ou de outro? A pista tá fechando, não tem como passar", relata confuso.

As mudanças já estão em vigor e a sinalização facilita a atenção do motorista. A direção da Superintendência de Transporte e Trânsito de Santana (Sttrans) ressalta que as vias alteradas já estão devidamente sinalizadas com clareza e que os condutores, ciclistas e transeuntes devem fazer a sua parte, respeitando as novas regras de trânsito. Os trechos sinalizados contam com o apoio dos agentes de trânsito para orientar o novo fluxo. “Até que seja feito todo o trabalho educativo nas vias que mudaram de sentido, não notificaremos os condutores ‘confusos’. Em cada via, estamos orientando, até que passemos por todas elas, as infrações serão compreendidas”, ponderou o superintendente Josiney Alves.

Em breve, outras avenidas, como a Das Nações, Princesa Isabel, já sinalizada parcialmente, além das ruas Salvador Diniz, Tancredo Neves e Marechal Deodoro, também se tornarão sentido único. Descontentes com tanto transtorno provocado pela mudança, moradores planejam para a próxima quinta-feira, 12, a partir das 9h, um buzinaço em frente à Circunscrição Regional de Trânsito (CIRETRAN), para pedir explicações sobre a engenharia de trânsito adotada pelo município.

1 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

1 Comentários

  •  
    Sacramento

    12/07/2018 às 14:50h

    EU sinceramente mora há 51 anos em Santana, vi esse município crescer e hoje me deparo com tamanho transtorno no trânsito. Adálvaro Cavalcante, uma rua tão larga, que pela lógica era pra ser de mão dupla, transformaram em mão única. Há um excesso de placa de Cilovia que chega a causar poluição visual. Quem ganhou a licitação p/ fornecer essas placas de sinalização é que se deu bem, isso se houve licitação.

Anuncie Aqui