Governo oferta mais de 500 vagas em quatro novos concursos públicos

  • Lançamento dos concursos ocorreu na manhã desta sexta-feira
    Lançamento dos concursos ocorreu na manhã desta sexta-feira - André Rodrigues
As provas estão previstas para acontecer em novembro deste ano.

O Governo do Amapá lançou nesta sexta-feira, 6, os editais para os concursos públicos do Grupo de Gestão Governamental, Oficiais Médicos da Polícia Militar, Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) e Fundação da Criança e do Adolescente (Fcria). Somando os quatro editais, serão ofertadas 549 vagas imediatas e 1123 cadastros reservas para ensino médio e superior.

O governador Waldez Góes destacou que a realização de todos esses concursos públicos é resultado de planejamento, controle e ajuste fiscal. “Isso só está sendo possível porque fomos bastante focados nos dois primeiros anos de gestão e, apesar da crise política e econômica que o país enfrenta, conseguimos realizar concursos públicos, entregar obras e realizar ações em benefício dos servidores e a população”, frisou.

De acordo com a secretária de Estado da Administração (Sead), Suelem Amoras, o lançamento destes concursos públicos era aguardado pelas instituições e pela população. “Essa possibilidade de aumento dos quadros é muito importante para o fortalecimento do serviço público, além de gerar emprego e renda para a população”, ressaltou.

Os editais estarão disponíveis na próxima terça-feira, 10, no Diário Oficial do Estado e no site da Secretaria de Estado da Administração no endereço eletrônico sead.amapa.gov.br. As provas estão previstas para acontecer em novembro deste ano.

Grupo de Gestão

Para o Grupo de Gestão Governamental serão ofertadas 65 vagas imediatas para nível superior, sendo 20 vagas para analista administrativo, 10 vagas para analista jurídico, 20 vagas para analista de finanças e controle e 15 vagas para analista de planejamento e orçamento, além de 160 vagas para cadastro reserva.

Já para nível médio, serão ofertadas 300 vagas diretas para assistente administrativo e 400 vagas para cadastro reserva. Os aprovados deverão atuar em diferentes órgãos administrativos do Estado.

Fcria

O concurso para a Fundação da Criança e do Adolescente (Fcria) irá ofertar 14 vagas imediatas para nível superior, sendo 5 vagas para arte-educador, 4 para pedagogo, 5 para psicólogo com 30 vagas para cadastro reserva. Já para ensino médio, serão ofertadas 50 vagas imediatas, sendo 10 para educador social, 40 para monitor sócio educativo e 110 vagas para cadastro reserva.

Para o diretor-presidente da Fcria, Guaraci Assis Pastana, o concurso público vai suprir uma demanda da instituição, que cumpre um papel de reeducação e assistência para crianças e adolescentes do Estado. “Muitos dos nossos servidores estão se aposentando e esse concurso vem atender nossa necessidade de proteger as crianças e adolescentes”, argumentou.

Iapen

O concurso público para o Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) vai disponibilizar 110 vagas imediatas para ensino médio, sendo 9 vagas para educador social penitenciário masculino, 2 vagas para educador social penitenciário feminino, 80 vagas para agente penitenciário masculino, 20 vagas para agente penitenciário feminino e 440 vagas para cadastro reserva.

O diretor-presidente do Iapen, Lucivaldo Costa, afirmou que a contratação de novos servidores, através do concurso público, também deverá suprir uma carência e desafogar uma sobrecarga dos atuais servidores da instituição. “Nosso efetivo tem reduzido ao longo dos anos porque alguns servidores tiveram que assumir outras funções. E isso acabou criando uma sobrecarga”, justificou o gestor sobre a necessidade aumento no quadro de funcionários do sistema penitenciário.

Oficiais médicos

O edital para Oficiais Médicos da Polícia Militar está disponibilizando 10 vagas imediatas de ensino superior, sendo 8 vagas para médicos e 2 vagas para enfermeiras. Para cadastro reserva serão 8 vagas para médicos, 2 para farmacêuticos, 2 para fisioterapeutas e 2 para odontólogos.

O comandante-geral da PM/AP, coronel Rodolfo Pereira, destacou o crescimento e o avanço da Polícia Militar nos últimos anos, com a realização de concursos públicos para suprir uma carência de efetivo da corporação. “Agora vamos suprir uma demanda no nosso setor de saúde que, atualmente é formado por apenas 8 médicos para atender um efetivo de mais de três mil policiais militares que estão na ativa, fora os da reserva e seus dependentes”, mencionou.

1 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

1 Comentários

  •  
    Telma Ribeiro

    06/07/2018 às 22:25h

    Eu gostaria de me escrever nesse concurso

Anuncie Aqui