Na Ilha de Santana, comunidade sofre há duas semanas sem energia

  • Transformador que abastecia a comunidade está danificado
    Transformador que abastecia a comunidade está danificado
  • Vereador Dr. Fabiano foi à Ilha de Santana conhecer a dificuldade dos moradores
    Vereador Dr. Fabiano foi à Ilha de Santana conhecer a dificuldade dos moradores
A Ilha de Santana está literalmente isolada, já foram feitos mais de 30 encaminhamentos pedindo a solução do problema. É uma situação de abandono que nos levará a recorrer ao Ministério Público. —   Vereador Dr. Fabiano

Problemas com a falta de energia se tornaram comuns no distrito da Ilha de Santana. No ramal do Madesa, comunidade que abriga mais de 30 famílias no distrito, o apagão já ocorre há duas semanas. O isolamento e os prejuízos com a conservação de alimentos e a falta de água, preocupam e comprometem a rotina dos moradores.

As constantes falhas no fornecimento de energia voltaram a causar transtornos desde o fim do mês passado. Na região central do distrito, moradores chegaram a ficar mais de 200 horas às escuras, o problema foi corrigido em parte da Ilha, mas no entorno, ainda há comunidades sofrendo com os apagões.

"Nós, moradores da Ilha de Santana, no ramal da Madesa, estamos sofrendo com a falta de energia elétrica desde o dia 22 junho. O transformador que abastecia o nosso bairro queimou. Fizemos várias reclamações, ligamos e até agora não obtermos resposta", desabafou uma moradora nas redes sociais.

Ela relata ainda que na comunidade existia um gerador que fornecia energia para dez casas, mas o equipamento apresentou falhas em uma peça e as famílias não têm condições de repor. "A gente fica no calor, crianças chorando, estamos pedindo socorro para as autoridades que façam algo por nós. Estamos com medo de sair de casa à noite", conta a moradora.

Questionada pelo vereador Dr. Fabiano (PR),  a direção da Companhia de Eletricidade do Amapá (CEA) informou que não há equipe para realizar a manutenção de equipamentos na Ilha de Santana. A desculpa não convenceu o parlamentar, que esteve na noite de ontem, 5, no ramal do Madesa para conversar com os moradores e constatar a dificuldade vivida por eles. "A Ilha de Santana está literalmente isolada, já foram feitos mais de 30 encaminhamentos pedindo a solução do problema. É uma situação de abandono que nos levará a recorrer ao Ministério Público", ponderou Dr. Fabiano.

O sistema de abastecimento de energia para as residências localizadas na Ilha de Santana é feito por meio de cabeamento subaquático. A CEA foi procurada pelo Correio de Santana, mas até a publicação desta reportagem, não havia se posicionado sobre o assunto.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui