Grupo baiano Olodum abrirá 3ª edição da Virada Afro em Santana

  • Grupo Olodum será a atração nacional do primeiro dia da Virada Afro, em Santana
    Grupo Olodum será a atração nacional do primeiro dia da Virada Afro, em Santana - Divulgação
Circuito montado na avenida Santana receberá apresentações culturais com artistas locais e nacionais, feira de empreendedorismo e gastronomia.

Inicia nesta sexta-feira, 29 e vai até o dia 1º de julho, no município de Santana, a terceira edição da Virada Afro. A programação contará com exposições de literatura, gastronomia, capacitação, feira de empreendedorismo e shows musicais com atrações locais e nacionais. O grupo baiano Olodum animará a abertura do evento no circuito cultural montado na Avenida Santana.

Organizado através de parceria entre Governo do Estado do Amapá (GEA) e Fundação Cultural Palmares, com apoio da prefeitura do município e emenda do deputado federal Marcos Reátegui (PSD), o evento quer valorizar as manifestações populares e tradicionais das raízes negras e incentivar o empreendedorismo cultural entre comunidades quilombolas do Amapá.

Segundo o gestor da Secretaria Extraordinária de Políticas para Afrodescendentes (Seafro),  Aluisio de Carvalho, a Virada Afro estimula o desenvolvimento cultural e social de comunidades quilombolas do Estado. "Esse evento traz a cultura afro brasileira para o expoente, dando visibilidade para essas comunidades, através de apresentações culturais, capacitações e comercialização de produtos", destacou Carvalho.

O circuito montado na Avenida Santana receberá 60 empreendedores para a Feira do Afro Empreendedor, onde serão expostos e comercializados produtos como roupas, objetos de decoração, artes plásticas e cosméticos voltados para afrodescendentes. Haverá, ainda, quiosques para a gastronomia com produtos produzidos nas comunidades como farinha, mel, ervas e chás. E para recepcionar o público, apresentações de costumes e tradições dos povos de matriz africana.

Paralelo à programação no corredor da Avenida Santana, haverá atividades e capacitação no Centro do Idoso, na Vila Amazonas, com o Curso Elaboração e Gestão de Projetos Culturais da Escola Olodum, direcionado a profissionais que atuam na cadeia produtiva cultural. O evento ainda prevê um ciclo de palestras com o tema "Racismo, Estado e Violência", visando à promoção de práticas que reduzam os conflitos gerados a partir do racismo, discriminação e estereotipia.

Para o secretário de Estado do Turismo (Setur), Vicente Cruz, a ação também é uma reafirmar a importância dos artistas de origem afro brasileira, para a cultura do Amapá. "A Setur foi responsável pelo credenciamento desses artistas, que foram selecionados pela Fundação Palamares, visando essa valorização", ressalvou.

O enceramento da festa ficará por conta da cantora baiana Margareth Menezes, compositora, produtora, atriz e empresária que conquistou dois troféus Caymmi, dois troféus Imprensa, quatro troféus Dodô e Osmar, além de ser indicada para o GRAMMY Awards e GRAMMY Latino.

Veja a programação:

Dias 28, 29 e 30/06 (Quinta, sexta-feira e sábado)

Oficina de Fotografia em Celular com o fotógrafo Januário Garcia – na Casa do Idoso, na Vila Amazonas.

Dia 29/06 (Sexta-feira)

Aula prática com os alunos de fotografia.

Dia 30/06 (Sábado)

18h - Exposição Herança Viva - Casa Brasil.

18h – Apresentação de grupos culturais locais no corredor Avenida Santana

22h – Shows com Naná Martins (Alagoas) e Grazzi Brasil, ex-participante do programa The Voice Brasil, da Rede Globo.

Dia 1º de julho – (Domingo)

Show com a cantora baiana Margareth Menezes.

0 Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Cancel reply

0 Comentários

Anuncie Aqui